Foto: Reprodução

Apple é processada por violar direito de privacidade dos usuários

A empresa estava coletando dados de usuários mesmo com a configuração do “iPhone Analytics” desativada
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Apple está sendo processada por coletar dados da privacidade dos Usuários de seus produtos, de maneira abusiva e sem consentimento.

O processo veio após um relatório feito por pesquisadores independentes, onde descobriram que mesmo desativando as opções de rastreamento e análise de dados, eram coletados os dados dos usuários. O autor da ação judicial acusa a empresa responsável pela produção de Iphones, de gravar, rastrear, coletar e monetizar dados analíticos, como histórico de navegação e informações de atividade.

“As práticas da Apple infringem a privacidade e enganam intencionalmente os consumidores; dão à Apple e seus funcionários o poder de aprender detalhes íntimos sobre a vida, os interesses e o uso de aplicativos dos indivíduos; e tornam a Apple um alvo potencial para ‘compras únicas’ por qualquer governo, privado ou criminoso que deseja minar a privacidade, a segurança ou a liberdade dos indivíduos. Por meio de seu negócio de coleta e rastreamento de dados generalizado e ilegal, a Apple conhece até os aspectos mais íntimos e potencialmente embaraçosos do uso do aplicativo pelo usuário, independentemente de o usuário aceita a oferta ilusória da Apple de manter tais atividades privadas”, diz o processo.

Segundo a reportagem do Gizmodo, os pesquisadores Tommy Mysk e Talal Haj Bakry descobriram que a Apple estava coletando dados de usuários mesmo com a configuração do “iPhone Analytics” desativada.

Ainda de acordo com os pesquisadores, a coleta de dados permanece a mesma nos aplicativos primários da Apple com a opção “iPhone Analytics” habilitada ou não.

Além disso, a loja de aplicativos do Iphone, a App Store, estava coletando informações sobre o que os usuários estavam fazendo em tempo real, como busca de aplicativos e o tempo em que a pessoa olhava determinado aplicativo. Informações como a quantidade de toques dadas no celular também eram coletadas.

O autor do processo afirma que a coleta abusiva de dados pela Apple viola a Lei de Invasão de Privacidade da Califórnia, sendo assim a intenção do processo é ser uma ação coletiva que busca compensar os danos legais e punitivos.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.