Nesta quarta-feira (24), às 17h, a Cabofriense entra em campo novamente pela segunda rodada da Taça Guanabara, desta vez contra o Vasco, em Bacaxá. O jogo acontece três dias após a derrota por 1 x 0 para o Flamengo. O tricolor praiano não se intimidou e fez um bom jogo contra o rubro-negro, no domingo (21), na Ilha do Urubu, no Rio de Janeiro. Mas, apesar de ter criado chances de gols, amargou sua primeira derrota na competição com o gol marcado por Vinicius Junior.

A estratégia de jogo da Cabofriense era ficar bem compactada para surpreender o Flamengo. Os dez primeiros minutos foram bastante estudados pelas equipes, mas quem assustou primeiro foi o tricolor praiano, por duas vezes. Na primeira, o atacante João Carlos aproveitou recuo fraco de Jonas e quase surpreendeu Gabriel Batista, mas o camisa 1 do Fla conseguiu salvar.

A segunda chance, aos 24 minutos, foi uma das principais do tricolor praiano na partida. O lateral-esquerdo Aírton cruzou da esquerda e João Carlos deu belo passe para Davi Ceará, que de frente pro gol finalizou pra fora, perdendo uma boa oportunidade.

O Flamengo respondeu com Lincoln, mas George fez boa defesa. Um dos poucos erros da Cabofriense na partida acabou sendo fatal para o tricolor. Aos 32 minutos, Rodinei cruzou da direita para Vinicius Júnior abrir o placar para o rubro-negro: 1 a 0.

Mesmo atrás, o time de Cabo Frio não se abateu e Bruno Tubarão quase deixou tudo igual, em finalização forte de fora da área que passou perto da trave esquerda de Gabriel Batista. O tricolor teve uma última chance no final do primeiro tempo, com Victor Silva, mas Gabriel Batista chegou primeiro e evitou o gol de empate.

No segundo tempo o treinador Roy (Cabofriense) fez duas mudanças na equipe, colocando Paulo Sérgio e Lauro César, nos lugares de Leomir e Davi Ceará, respectivamente. O time foi pra cima do Flamengo e logo no primeiro minuto assustou, com Lauro César, de fora da área. Logo depois, Leandro Euzébio subiu sozinho e testou firme, mas a bola passou rente ao travessão.

O tricolor praiano continuou pressionando e por pouco não marcou. Paulo Sérgio cruzou da direita, João Carlos antecipou e por pouco não surpreendeu Gabriel Batista.

O Flamengo respondeu, com Jonas, em chute de fora da área, mas George fez grande defesa. Antes da parada técnica o time de Cabo Frio continuou no ataque e chegou com perigo duas vezes, com Paulo Sérgio e Maranhão.

Após o tempo técnico, os donos da casa assustaram com Jajá, mas George salvou a meta tricolor. Buscando o empate, Roy foi para tudo ou nada e colocou Mateus Guerreiro e Anderson Manga no ataque do tricolor. As mudanças surtiram efeito e a Cabofriense teve a chance do empate.

Aos 42 minutos, após bate-rebate na área, Lauro César rolou para Manga, que finalizou prensado para defesa de Gabriel Batista. No rebote, João Carlos chutou forte, mas novamente o camisa 1 salvou a meta do Flamengo e decretou a primeira derrota do tricolor praiano na competição.

Fonte: Prefeitura de Cabo Frio

Crédito da foto: Leo Borges / Prefeitura de Cabo Frio