William Lucas/Inovafoto/CBV

Após comentários homofóbicos, Maurício Souza é dispensado

A decisão ocorre depois de intensa repercussão negativa nas redes sociais, desencadeada por postagens de teor homofóbico feitas pelo atleta no Instagram.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Minas Tênis Clube rescindiu o contrato do central Maurício Souza, integrante da seleção brasileira masculina de vôlei, menos de 24 horas após anunciar a suspensão do atleta. Na tarde dessa quarta-feira (27), o clube fez o comunicado em nota oficial.   

A decisão ocorre depois de intensa repercussão negativa nas redes sociais, desencadeada por postagens de teor homofóbico feitas pelo atleta no Instagram. 

O clube mineiro foi sucinto ao anunciar o término do vínculo, afirmando que “não aceita manifestações intolerantes, racistas, preconceituosas e homofóbicas, e que intensificará campanhas internas em prol da diversidade, respeito e união, por serem causas importantes e alinhadas com os valores institucionais”.

Maurício Souza, jogador da seleção brasileira de vôlei, chegou a publicar ontem mesmo, logo após o anúncio de sua suspensão, um pedido de desculpas no Twitter, embora as postagens de teor homofóbico tenham sido publicadas no Instagram, onde ele tem mais de 400 mil seguidores. No Twitter, o central do Minas é seguido por menos de dois mil.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.