Alguns alunos da rede estadual de ensino, que ainda não conseguiram obter o cartão do estudante, reclamam que, mesmo portando uma declaração escolar, emitida pelo colégio, ainda que uniformizados, não estão conseguindo se utilizar da gratuidade do transporte. Eles afirmam terem sido barrados pelos motoristas quando apresentaram este documento.

De acordo com o Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário de Petrópolis (Setranspetro), os alunos da rede estadual possuem um procedimento diferente para obter a gratuidade, pois o benefício é oferecido pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Educação. “Para os alunos da rede estadual, o benefício é concedido através da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc). O estudante deve procurar a unidade de ensino ao qual está matriculado, para ter informações e acesso à gratuidade”, explica o Sindicato.

Em relação aos alunos da rede municipal, o Setranspetro informa que todos os alunos matriculados tiveram seus cartões liberados automaticamente no primeiro dia do ano letivo. “Todos os alunos que estavam matriculados na rede municipal de ensino em 2018 e continuam em 2019, tiveram seus cartões desbloqueados automaticamente no primeiro dia letivo“, diz a nota enviada pelo sindicato.

O Sindicato pede para que os novos alunos que ainda apresentam pendências para comparecer a agência. “Para quem apresenta alguma pendência ou está ingressando na rede de ensino, basta comparecer de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30, à Rua do Imperador, nº 100, próximo ao Terminal Centro, para que o benefício seja renovado ou cadastrado“.

Para ter acesso ao cartão, os novos matriculados na rede municipal precisam preencher um cadastro e apresentar toda a documentação solicitada pela Divisão de Apoio Administrativo da CPTrans, atendendo as determinações previstas nas leis e decretos municipais“, complementa o sindicato sobre os novos alunos da rede municipal.

Em relação a declaração emitida pela escola para ser usada provisoriamente em substituição ao cartão do estudante, o Sindicato informa que o documento deve apresentar um carimbo do Setranspetro. “Vale reforçar que a declaração escolar emitida pelo colégio precisa ser carimbada. Para isso, o estudante da rede pública ou o responsável deve comparecer à base de cadastro na Rua do Imperador para que receba um carimbo específico de autorização para embarque nos coletivos, evitando possíveis fraudes, até que o cartão solicitado fique pronto“, explica a Assessoria de Comunicação do Setranspetro.