Quase 30 alunos de desenho da Casa da Educação participaram de uma oficina de pintura com o artista plástico William Penavila. As obras do artista nomeada como exposição “Biocêntrico” está aberta ao público até o dia 4 de agosto. Antes da aula, as crianças fizeram uma visita guiada junto com artista para conhecer todos os quadros expostos da Casa da Educação.

Segundo o artista, os quadros mostram claramente a fusão da vida que pulsa nas obras e na própria inquietude diante do mundo, da biodiversidade e do descaso do próprio homem.  A intenção é a de promover uma reflexão pessoal através de pinturas diferenciadas. Na mostra, as obras são pintadas com tinta acrílica e spray, com o objetivo de mostrar abstração sem limites, criatividade e originalidade consistente, marcas registradas de Penavila.

De acordo com Penavila, foi a primeira vez que ele ofereceu oficinas de pintura para o público infantil. “Foi uma experiência muito nova e muito boa. Fiquei surpreso como as crianças captaram minha ideia e como aprenderam de uma forma tão sincera. Vi o resultado de toda visita guiada, na hora que começamos a oficina. As crianças colocaram tudo no papel”, contou Penavila.

Segundo o professor de desenho da turma, Rodrigo CB, a oficina foi uma atividade bem produtiva para os alunos. “ Acho importante o contato das crianças com variados tipos de arte e de técnicas, o mais legal dessa oficina foi a possibilidade de eles trabalharem um pouco com pincel e tinta, coisa que ainda não tínhamos feito nas nossas aulas, pois começaram esse ano. O fato da exposição e também a oficina ter sido feita na temática de proteção aos animais e cuidado com a natureza também foi um ponto muito importante” disse o professor.

“Este contato com diversas formas de expressão tem dado um novo direcionamento para os olhares de nossos alunos.  Feliz pela oportunidade de implementar ações como essa”, disse a diretora da Casa da Educação Catarina Maul.

O artista que mora no Rio de Janeiro revelou que gostou tanto da experiência da oficina, que já está com um projeto para a cidade. “ Quero fazer essas ações no meu ateliê em Vila Isabel. Quero oferecer a oportunidade do contato com a arte para as crianças mais carentes. Toda troca é sempre benvinda” encerrou Penavila.