Uma denúncia sobre a situação do prédio alugado pela Prefeitura para abrigar a “UPA de Itaipava”, foi protocolada pelo vereador professor Leandro Azevedo (PSD), no Ministério Público Estadual. O propósito é apurar indícios de dano ao erário público, isso porque, quase R$ 350 mil foram gastos para pagamento de aluguel. O contrato de aluguel foi firmado pelo Poder Executivo em agosto de 2017.

As obras para preparar o espaço para receber toda a estrutura de saúde, como médicos, enfermeiros, equipamentos e todo mobiliário, só começaram há cerca de dez dias. “Enquanto vários setores, principalmente a Educação e a própria Saúde do nosso município passam por dificuldades, dinheiro público foi gasto sem planejamento e benefício imediato, o que, em minha opinião, se trata de dano ao erário público”, explica Leandro Azevedo.

Apenas entre agosto de 2017 e dezembro de 2018, a Prefeitura já havia desembolsado a quantia de R$ 299.785,16. A fonte de recurso utilizada para pagamento de aluguel é proveniente do bloco de média e alta complexidade provenientes do Governo Federal. Na denúncia encaminhada ao MP, o vereador destaca, inclusive, a licitação para a reforma e adaptação do lugar, que teve o seu desfecho final no último mês de março, com um custo de quase R$ 930 mil. “Ou seja, o imóvel ficou intocado por um ano e oito meses, até a licitação ser realizada”, frisa.