Uma grande novidade para os fãs da F1, a partir do ano que vem, uma das marcas históricas da categoria estará de volta as pistas, trata-se da Alfa Romeo, que encampou a Sauber para ajudar os jovens pilotos da Ferrari a terem espaço no circo principal do automobilismo mundial.

A dupla de pilotos será composta pelo sueco Marcus Ericsson experiente na categoria, sendo piloto desde 2013 e o jovem monegasco Charles Leclerc, que estreara na categoria após ser vencedor da F2 neste ano, o motor diferente das outras passagens não será Alfa Romeo e sim a versão nova do motor da Ferrari, assim como a tradicional escuderia italiana, até então a equipe Sauber utilizava motores defasados um ano da escuderia italiana.

A Alfa Romeu conquistou os dois primeiros títulos de pilotos nas duas primeiras temporadas da F1, 1950 e 1951 com o italiano Giuseppe Farina e o argentino Juan Manuel Fangio, ficou de 1952 a 1962 fora do mundial, retornando com o time em 1962 e permanecendo até 1985, quando com problemas financeiros foi vendida ao grupo Benneton, que rebatizou a equipe como Benneton fórmula, fundindo Alfa Romeu e Toleman, na atual passagem a equipe se chamará Alfa Romeu Sauber f1 team, é a segunda vez que a Sauber é encampada por uma montadora, a primeira vez foi entre 2006 e 2010 pela BMW.

(imagem retirada do site Sky Sports.com)