Julia Passos

Alerj aprova criação de delegacia para atender pessoas com deficiência A medida segue para o governador Wilson Witzel (PSC), que tem 15 dias úteis para sancioná-la ou vetá-la.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Cidadãos com deficiência poderão ganhar uma delegacia especializada no Estado do Rio de Janeiro. A determinação é do Projeto de Lei 1239/2019, de autoria dos deputados Rosenverg Reis (MDB) e André Ceciliano (PT), que foi aprovada em regime de urgência pela Assembleia Legislativa nesta quinta-feira (12). A medida segue para o governador Wilson Witzel (PSC), que tem 15 dias úteis para sancioná-la ou vetá-la.

Pela proposta, a unidade policial deverá cumprir todas as condições de acessibilidade  e pessoal treinado para atender pessoas com diversos tipos de limitações, além de oferecer intérpretes de Libras. O texto especifica ainda que a prioridade de atendimento será dada aos portadores de maiores dificuldades.

“Pessoas com deficiência lidam com dificuldades de serem atendidas e comprendidas em diversos espaços. O ideal seria que tivessem acessibilidade em todos os ambientes e é questão de respeito que encontrem esse acolhimento ao irem na delegacia”, afirmou Rosenverg Reis.

O projeto dos deputados se baseou no exemplo da 1ª Delegacia de Polícia da Pessoa com Deficiência de São Paulo. Criada em 2014, a unidade se tornou referência nacional ao oferecer atendimento multidisciplinar com advogado, psicólogo, assistente social, sociólogo e intérprete de Libras.

Crédito da foto: Julia Passos

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.