Águas do Imperador conta com a colaboração de todos para enfrentar a maior crise hídrica em mais de 90 anos

Concessionária está usando sistemas alternativos e fazendo manobras de abastecimento e solicita que a população faça uso consciente da água.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Petrópolis apresentou uma queda de 23% no nível dos mananciais que abastecem a cidade, devido à severa estiagem que atinge várias cidades brasileiras. A redução levou à diminuição do volume de água e pressão nas redes de distribuição. O fornecimento de água no município vem sendo feito com apoio de dois sistemas alternativos – Ponte de Ferro e Rio da Cidade que, acionados durante a estiagem, acrescentam 30% do volume total produzido em épocas de vazão plena.

Para otimizar a distribuição, Águas do Imperador também está realizando manobras de abastecimento, que consistem no fechamento temporário da água para partes baixas da cidade para propiciar volume e pressão suficiente nas redes para o abastecimento das partes altas.

A topografia acidentada de Petrópolis exige um grande número de sistemas de bombas que são automaticamente acionadas pelo volume de água, o que não ocorre quando os níveis estão reduzidos como agora. Em muitas dessas regiões altas não há acesso para os caminhões-pipa. Por isso, todos precisam fazer uso consciente da água, especialmente os moradores das partes baixas da cidade, para que os moradores das partes altas possam ser abastecidos pelo menos uma vez por dia.

Fonte: Divulgação

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.