Por Nara Guimarães

 

De janeiro a agosto de 2017, as exportações do Estado de São Paulo somaram US$ 33,54 bilhões (23% do total nacional), e as importações, US$ 35,67 bilhões (36,5% do total nacional), registrando um déficit de US$ 2,13 bilhões. Em relação ao mesmo período de 2016, o valor das exportações paulistas aumentou 10,5%, e o das importações, 4,8%, reduzindo o déficit comercial em 42%, informa o Instituto de Economia Agrícola (IEA). O agronegócio apresentou exportações crescentes (+4,8%), atingindo US$ 12,61 bilhões; as importações também subiram (+11,2%), somando US$ 3,27 bilhões, resultando em um superávit de 2,8% no saldo comercial em relação aos oitos primeiros meses de 2016, atingindo US$ 9,34 bilhões.

Os pesquisadores Marli Mascarenhas Oliveira e José Roberto Vicente destacam que o déficit do comércio exterior paulista só não foi bem maior devido ao desempenho do agronegócio estadual, cujo saldo se manteve positivo e crescente.

 

Cenário nacional

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 48,10 bilhões, no período analisado, com exportações de US$ 145,94 bilhões e importações de US$ 98,84 bilhões. De janeiro a agosto de 2017, as exportações do agronegócio brasileiro aumentaram 8,3% em relação ao mesmo período do ano anterior, atingindo US$65,43 bilhões (44,8% do total). Já as importações do setor cresceram 12,5%, somando US$ 9,54 bilhões (9,8% do total). O superávit do agronegócio foi de US$ 55,89 bilhões, sendo 7,6% superior ao do mesmo período no ano passado.

Em relação ao agronegócio brasileiro, as exportações setoriais de São Paulo de representaram 19,3%, percentual negativo em relação aos oito primeiros meses de 2016 (-0,6%), enquanto as importações representaram 34,3%, percentual inferior ao verificado no ano passado (-0,4 ponto percentual), afirmam os pesquisadores.

Para ler o artigo na íntegra e consultar as tabelas e gráficos, clique aqui.

 

Fonte: Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo