Agentes da Defesa Civil doam sangue no Banco de Sangue Santa Teresa

Em meio à crise do coronavírus, os estoques do Banco de Sangue do Santa Teresa, no Bingen, estão 35% abaixo do ideal. Buscando incentivar a ida dos petropolitanos ao local, os agentes da Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias organizaram uma campanha de doação nesta terça-feira (31.01). Pela manhã, 15 pessoas contribuíram com a ação. Todos os tipos sanguíneos são importantes nesse momento de dificuldade.

Um único doador pode ajudar até quatro pessoas com a bolsa de sangue. Isso porque o material colhido é separado e podem ser usadas plaquetas, hemácias, plasma e criopreciptado – cada um com uma função diferente. O Banco de Sangue atende as UPAs da cidade, o CTO, o Hospital Unimed e o próprio Hospital Santa Teresa.

“Apesar da crise do coronavírus, nosso trabalha não para. Os acidentes continuam acontecendo, por exemplo. A campanha da Defesa Civil é muito importante para a gente, já que ajuda também a divulgar o Banco de Sangue”, explica Vinícius Pereira, captador do Banco de Sangue Santa Teresa.

Como o tempo de armazenagem também varia (por exemplo, as plaquetas, usadas para coagulação, podem ser armazenadas por apenas cinco dias), é necessário que as doações sejam frequentes para atender toda a demanda. É a primeira campanha de doação de sangue realizada neste ano pela Secretaria de Defesa Civil.

“Costumamos realizar quatro campanhas ao longo de cada ano. Essa é a primeira de 2020 e tem um simbolismo que é ajudar o Banco de Sangue neste momento de muita dificuldade. A ajuda humanitária é uma das principais vertentes da Defesa Civil. Neste momento de crise, é importante que todos possam ajudar”, destaca o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato, que participou da ação.

Podem doar todas as pessoas entre 18 e 60 anos, em bom estado de saúde e que pesem mais de 50 quilos. Jovens de 16 a 17 anos também podem doar acompanhados dos responsáveis. Não é necessário fazer jejum, mas é importante não ingerir alimentos gordurosos três horas antes da doação. Também não se deve consumir bebidas alcoólicas 12 horas antes.

Thiago de Assis Cerqueira, que trabalha em um escritório de contabilidade, participou da campanha da Defesa Civil. “É muito importante doar. São campanhas assim que reforçam a ideia de ajudar o próximo em um momento de dificuldade”, disse.

As únicas restrições são a diabéticos e pessoas que fizeram tatuagem ou colocaram piercing há menos de um ano. Pessoas que fizeram algum procedimento, como endoscopia, só podem doar após seis meses da realização da intervenção. O banco de sangue funciona todos os dias, das 7h às 18h, na Rua Paulino Afonso, 477 – Bingen – ao lado do HST.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também