A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias distribuiu material de conscientização para reduzir o risco de desastres no Alto da Serra e no Vila Felipe nesta terça-feira (04.12). No segundo dia do calendário de visitas dos agentes da pasta aos pontos de apoio dos bairros que contam com as sirenes do Sistema de Alerta e Alarme, foram entregues cerca de 3 mil cartilhas de prevenção aos desastres de origem natural pelas equipes. O objetivo da ação é reforçar a importância do sistema para as comunidades, preparando os locais para estarem abertos para os moradores no período de fortes chuvas.

“Desde o ano passado, a Defesa Civil está presente nas comunidades orientando os moradores que vivem em áreas de risco. A conscientização da população é fundamental na redução do risco de desastres. Vale ressaltar que todos os 20 conjuntos de sirene da cidade estão funcionando e serão acionados em caso de necessidade, seguindo critérios dos técnicos da Defesa Civil”, explica o prefeito Bernardo Rossi.

Os agentes estiveram pela manhã na Escola Municipal Vereador José Fernandes, ponto de apoio do bairro Alto da Serra, visitando o espaço. Na sequência, houve a distribuição do material de orientação e de cartazes do programa SOS Chuvas no comércio da região. O secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, acompanhou o trabalho das equipes. A ação que faz parte do Plano Verão municipal, com o objetivo de conscientizar os moradores das áreas de risco.

“A organização dos pontos de apoio permite que a população permaneça em um local seguro até que se retorne à normalidade em uma situação de fortes chuvas. É fundamental que a gente reforce a importância das sirenes do Sistema de Alerta e Alarme, destacando que os equipamentos são a melhor ferramenta de prevenção que o município possui, já que possibilitam que moradores de áreas de risco sejam avisados com rapidez sobre a urgente necessidade de sair de casa”, explica Paulo Renato.

Wellington Pereira, que trabalha em uma empresa de transporte coletivo e mora na região do Alto da Serra, elogiou o trabalho de prevenção realizado pela Defesa Civil. “São dicas simples, mas que muitos moradores não têm a noção do quanto são importantes e de que podem salvar vidas. Aproveitei e peguei mais cartilhas, para entregar para meus amigos e vizinhos”, comentou.

Durante à tarde, os agentes estiveram no ponto de apoio da Vila Felipe, que fica na Escola Municipal Dr. Rubens de Castro Bomtempo, realizando o mesmo trabalho de conscientização. O calendário da Defesa Civil acontece até o dia 18 de dezembro nas 12 comunidades que contam com as sirenes do Sistema de Alerta e Alarme: Gentio, Buraco do Sapo, 24 de Maio, Alto da Serra, Bingen, Dr. Thouzet, Independência, Quitandinha, São Sebastião, Sargento Boening, Siméria e Vila Felipe.

“O objetivo é que Petrópolis passe a ser reconhecida como a cidade da prevenção de desastres. Dessa maneira, em conjunto com a população, a gente se torna uma cidade mais segura e menos vulnerável aos desastres de origem natural”, completa o secretário de Defesa Civil.

Calendário completo de visitação aos pontos de apoio:

  • 05/12/2018:

10h- Escola Municipal Ana Mohammad (Sgt. Boening)

14h- Escola Municipal Papa João Paulo II (São Sebastião)

  • 06/12/2018:

10h- Escola Municipal Rosalina Nicolay (Siméria)

14h- Escola Municipal Clemente Fernandes (Alto da Serra)

  • 11/12/2018:

10h- Escola Municipal Stefan Zweig (Quitandinha)

14h- Escola Municipal Marcelo Alencar (Quitandinha)

  • 12/12/2018:

10h- Escola Municipal Odette Fonseca (Duques)

14h- Escola Paroquial Bom Jesus (Quitandinha)

  • 13/12/2018:

10h- CEI Chiquinha Rolla (Quitandinha)

14h- Salão Paroquial São Paulo Apóstolo (João Xavier/Bingen)

  • 18/12/2018:

10h- Escola Municipal Dr. Paula Buarque (Gentio/Vale do Cuiabá)

14h- Boa Esperança Futebol Clube (Buraco do Sapo)