Foto: Vinícius Schmidt/Metrópoles

Ação solidária contra a Covid-19: primeiro lote de medicamentos para intubação chega hoje ao Brasil

Pool de empresas doa total de 3,4 milhões de insumos para pacientes em UTIs

O primeiro lote com 2,3 milhões – de um total de 3,4 milhões, de medicamentos para intubação chega hoje à noite ao aeroporto de Guarulhos, em SP. A iniciativa partiu de um grupo de empresas que se uniu diante do agravamento da pandemia da Covid-19 no Brasil e da consequente escassez de insumos para o atendimento a pacientes em UTIs. Todos os medicamentos serão doados ao Ministério da Saúde em quantidade suficiente para a gestão de 500 leitos pelo período de um mês e meio. Esta ação solidária, em caráter emergencial, conta com o engajamento e apoio da Engie, Itaú Unibanco, Klabin, Petrobras, Raízen e TAG, além da Vale, que deu início a essa mobilização há três semanas.

A expectativa é que até o final deste mês todos os insumos (sedativos, neurobloqueadores musculares e analgésicos opioides – itens básicos para realizar e manter pacientes intubados) sejam integralmente doados ao governo federal, que cuidará também da distribuição pelos Estados por meio do SUS-Sistema Único de Saúde. Os itens, que foram adquiridos na China, possuem autorização para importação emitida pela Anvisa, além da certificação da agência chinesa.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Alerj discutirá saúde dos petroleiros

Durante o encontro, também serão discutidos os movimentos de privatização das estatais, pelos governos federal e estadual, e a desindustrialização no Estado do Rio de Janeiros e seus impactos.