Militância é Resistência! E em tempos como este que estamos vivendo ela se torna cada vez mais importante; o nosso país e o mundo no sentido literal das coisas já não vem sendo tão calmo quanto antes.   Essa geração – minha geração – foi desafiada a enfrentar políticos corruptos, empresários poderosos, e figuras que ocupam os mais altos cargos do nosso governo que também por enfrentarem crises econômicas, por suas vezes, descarregam seus prejuízos na comunidade pobre desta nação.

E termos pessoas que gritem, nunca foi tão crucial quanto agora. A militância não é algo necessariamente politico ou que escolhem lados, na verdade, são pessoas que tem seus próprios ideais e que muitas das vezes descobrem que alguns Partidos compactuem com ideias em comum, e em muitos dos casos os Militantes encontram nessas alianças partidárias uma forma mais eficaz de suas vozes serem ouvidas com clareza.

Mas, á quem lute também por meio das redes sociais, na maioria jovens como Eu que tem certa intimidade com politica e gostam de expor seus pensamentos por meio de blogs e outros sites.  Hoje podemos encontrar blogueiros, youtubers e ativistas com suas opiniões, sociopolíticas formadas aos montes e que exercem grande fluência em seus grupos de seguidores. Nesses casos muitos deles, defendem causas mais centrais, como movimentos Lgbtq, Feministas, movimento Negro entre vários outros.

Enfim, na militância nem tudo se trata de um conceito partidário, nem sempre um militante irá carregar a bandeira de um politico em questão, a militância se trata de lutas! É claro, que tudo contribui para uma formação politica, mas como já disse não partidária. Militar é um convite positivo para levantar questões sobre as explorações, humilhações e as tristezas do mundo atual. Militemos pela Revolução.