Foto: Pixabay

81% das empresas consideram muito importante ter um plano para a retomada do trabalho presencial, mas 46% ainda não o fizeram

Disponibilidade de álcool em gel (83%), máscaras para o funcionário (76%), desinfecção do escritório (72%) e afastamento e suporte para o colaborador que teve contato com alguém que ficou doente (67%) são as principais medidas que as companhias pretendem adotar
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Uma pesquisa nacional encomendada pela VR Benefícios, empresa que é sinônimo de categoria em vale-alimentação e vale-refeição, mostra como a gestão dos trabalhadores foi alterada com a pandemia e como as companhias estão planejando a retomada aos escritórios. Foram feitas 438 entrevistas online com profissionais das empresas da base da VR Benefícios, em todo o Brasil.

Segundo o levantamento, 81% das empresas entrevistadas consideram muito importante a implementação de um plano de retorno dos funcionários aos escritórios, de forma presencial. Porém, apenas 54% confirmaram que este planejamento já foi feito em suas companhias.

Entre as medidas de proteção que as empresas vão adotar estão:

● 83% – disponibilidade de álcool em gel

● 76% – entrega de máscaras para o funcionário

● 72% – desinfecção do ambiente de trabalho

● 67% – afastamento e suporte para o funcionário que teve contato com alguém que ficou doente

● 63% – treinamento sobre boas práticas no ambiente de trabalho

● 62% – identificação e gerenciamento de casos positivos na empresa

● 60% – treinamento sobre cuidados pessoais e coletivos

E entre as iniciativas que as empresas menos pretendem criar no retorno aos escritórios estão novos serviços de:

● 45% – transporte

● 42% – assistência médica/psicológica

● 42% – de alimentação

● 33% – realização de testes/exames em todo o quadro de funcionários

Satisfação em alta durante o trabalho remoto

O levantamento apurou também que a maioria das empresas acredita que seus funcionários estão tão satisfeitos com o emprego quanto antes da pandemia e que apenas 1 em cada 10 consideram que satisfação é menor.

“Notamos que o trabalho remoto aumentou a satisfação das pessoas inicialmente por permitir mais segurança para elas e suas famílias. Posteriormente, o engajamento e a satisfação aumentaram ainda mais com a percepção do tempo ganho na eliminação do deslocamento entre casa e trabalho. Mesmo assim, as empresas não podem descuidar da saúde mental dos funcionários. É um mundo novo em que incerteza pode virar estresse”, explica Paulo Roberto Esteves Grigorovski, diretor executivo de Marketing e Serviços ao Trabalhador, da VR Benefícios.

Como foi o impacto da pandemia na gestão dos funcionários

A Pesquisa VR Benefícios-Locomotiva mostrou ainda que 79% das empresas declaram ter adotado novas medidas de gestão de pessoas por conta da pandemia. Entre as diversas iniciativas implementadas estão:

● 66% – antecipação de férias

● 48% – trabalho remoto

● 41% – carga horária reduzida

● 34% – suspensão de contrato de trabalho

● 28% – digitalização de processos

● 28% – redução de salários

Perfil da amostra

A Pesquisa VR Benefícios-Locomotiva é quantitativa e foi feita com profissionais de RH das empresas da base da VR Benefícios. Foram realizadas 438 entrevistas online, em todas as regiões do Brasil, no período de 11 de agosto a 22 de setembro de 2020.

Dos entrevistados, 74% são mulheres e 26% são homens, com idades acima de 18 anos:

● 19% – de 18 e 29 anos

● 34% – 30 aos 39 anos

● 27% – 40 a 49 anos

● 21% – acima dos 50 anos

Na divisão de classes, 52% são A/B; 42% são C e 6% são D/E. 69% possuem ensino superior completo, 28% têm ensino médio completo e 3% o fundamental completo.

Entre as regiões, 71% dos entrevistados estão localizados no sudeste, 19% no sul e 7% no nordeste. As regiões norte e centro-oeste somam 3%. A maioria das pessoas vive nas capitais (46%) e regiões metropolitanas (21%), enquanto 29% estão no interior e 3% no litoral.

Sobre a VR Benefícios Fundada em 1977, a VR Benefícios é pioneira no segmento de benefícios e se tornou sinônimo de categoria em vale-refeição e vale-alimentação no país. Suas soluções inovadoras são dirigidas aos empreendedores, empresas de pequeno, médio e grande porte, estabelecimentos comerciais e trabalhadores, sempre com o objetivo de facilitar a vida dos clientes de forma prática, rápida, segura e digital. Os produtos Alimentação, Refeição, Auto e Cultura beneficiam 1,4 milhão de pessoas e são aceitos em mais 400 mil estabelecimentos credenciados, em 5 mil municípios atendidos.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.