Acontece neste sábado (19.05), Dia Internacional da Doença Inflamatória Intestinal, a 7ª Caminhada pelo Maio Roxo, que tem o objetivo de esclarecer a população sobre as Doenças de Crohn e Retocolite Ulcerativa. O evento está marcado para às 13h30 na Praça da Liberdade e irá passar pela Avenida Koeler, e pelas ruas da Imperatriz e Imperador retornando à praça.

O coordenador do Grupo RetoCrohn Petrópolis e membro do Grupo de Estudo de Doença Inflamatória Intestinal do Brasil (GEDIIB) José Francisco da Silva Vieira, explica que a doença ainda é pouco conhecida pela população e tem crescido o número principalmente entre as crianças. Segundo o coordenador, estima-se que mais de cinco milhões de pessoas tenham as doenças de Crohn ou Retocolite Ulcerativa.

“A Caminhada é importante para que haja uma conscientização e divulgação das duas doenças que são importantes e atinge cada vez mais a população principalmente entre os 14 aos 40 anos”, explica José Francisco.

As doenças de Crohn e Retocolite Ulcerativa são de caráter crônico e até o momento não têm cura. Porém, o tem tratamento, e o medicamento é fornecido gratuitamente pelo Ministério da Saúde, via Secretaria Estadual de Saúde para Secretaria Municipal de Saúde.

Os principais sintomas das doenças são dores abdominais, diarreia com sangue, anemia, emagrecimento, febre e ainda com possíveis manifestações extras intestinais, como problemas na visão, pele e produção de aftas na boca.

Em 2017, a Caminhada Roxa reuniu mais de 200 pessoas. A expectativa para este ano, é que a participação da população seja ainda muito maior.