Ruas, praças, pontos turísticos e outros locais da cidade estão mais floridos na Primavera deste  ano. Em quase nove meses de serviço, o setor de jardinagem da Comdep já fez o plantio de 32.938 mudas. E agora, na estação das flores, o resultado aparece e agrada a petropolitanos e turistas. São 65 tipos de plantas, que embelezam locais onde passam milhares de pessoas todos os dias.

Só de Hortênsias, a cidade ganhou 7,2 mil mudas, plantadas na Avenida Koeler, no Palácio de Cristal, na Praça dos Expedicionários e no Pórtico de Quitandinha, por exemplo. O trabalho com este tipo de planta foi intensificado a partir de abril, após um pedido do prefeito Bernardo Rossi e do bispo da Diocese de Petrópolis, Dom Gregório Paixão.

“O prefeito e o bispo pediram que a gente transformasse Petrópolis novamente em “cidade das Hortênsias”, que era uma tradição do nosso município e que foi deixada de lado nos anos passados. Começamos a plantar mudas e, em três meses, foram mais de 5,5 mil colocadas em vários locais. Agora, a partir dos últimos meses, desse ano, os petropolitanos vão começar a ver as flores a aparecendo e dando cores para a nossa cidade”, afirma o presidente da Comdep, Wagner Silva.

Foram mais de seis anos que a cidade ficou sem ver o plantio de novas Hortênsias. Por isso, o objetivo para este ano é alcançar 10 milmudas de plantadas em 2017. Em meados do ano que vem, as plantas começarão a ser podadas e, a partir disso, serão geradas novas mudas, permitindo que o serviço seja ampliado.

O Palácio de Cristal foi outro local que recebeu atenção do setor de jardinagem, que trabalhou antes dos grandes eventos e fez a restauração logo após a Bauernfest. O ponto turístico ficou prejudicado pela chuva que caiu durante o evento. Por isso, logo depois da Festa do Colono Alemão, foi feito replantio de mudas como Tagete, Boca de Leão, Impatiens, Azaleia, Amor Perfeito, Lantana e Hortênsias, entre outros. Além disso, foram colocadas novas placas de grama. Agora, o espaço, que nasceu para abrigar as hortaliças de Princesa Isabel, está novamente florido.

“Achei lindo. Estou vindo aqui pela primeira vez e não sabia da ligação histórica com as plantas. Achei o Palácio maravilhoso e os jardins estão muito bonitos”, diz a turista de São Paulo, Maria Cruz, ao lado do marido, Saturnino Alvarez. O Palácio de Cristal ganhou mais de 900 mudasesse ano.

Outro ponto turístico famoso pelas plantas, o Relógio das Flores, também recebeu atenção. A revitalização do espaço contou com o plantio de 2.550 mudas de Impatiens, Tagete, Lantana e Ajuba Rosa.

As praças da Liberdade, dos Expedicionários, Dom Pedro, da Inconfidência e de Cascatinha foram outros locais com que receberam flores e gramas. Em toda cidade, foram colocados quase 3,4 mil m² de grama do tipo Esmeralda, que é própria para ornamentação.

Podas e cortes preventivos de árvores

O setor de paisagismo também é responsável pela realização de podas e cortes preventivos de árvores secas ou mortas. O trabalho foi iniciado em agosto.Serão 51 árvores cortadas e outras 135 que receberão podas em locais como Koeler,  Ipiranga e ruas da Imperatriz, Manuel Afonso, Buenos Aires e Avenida Kennedy.

Todo serviço é feito a partir de autorização da Secretaria de Meio Ambiente e do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O órgão federal exige que seja feita reposição de cada árvore eliminada e, por isso, já houve plantio de 146 mudas este ano, como magnólias, pau-brasil e ipê amarelo.

“As equipes técnicas observam o estado dos troncos e galhos e determinam se é necessário realizada a poda ou se é necessário remover completamente. Às vezes é preciso tirar a árvore toda para não trazer risco para os pedestres e mesmo para veículos. Só depois do laudo e do aval do Iphan é que o serviço acontece”, explica o secretário de Meio Ambiente, Fred Procópio. Segundo ele, muitos problemas ocorrem pela erva-de-passarinho, uma planta que suga os nutrientes das árvores.

Plantas para coibir descarte irregular de entulho

O plantio de mudas também está sendo usado para tentar frear o descarte irregular de entulho na cidade. Ao longo do ano, cerca de 90 mil toneladas de entulho foram removidas em toda cidade, mas o trabalho intenso de Comdep e da Secretaria de Serviços, Segurança e Ordem Pública (SSOP) não freou a irregularidade.

Por isso, a empresa agora tenta sensibilizar a população instalando canteiros em espaços que são usados como destino para restos de obras, mato, móveis e eletrodomésticos velhos. Siméria, Vila Militar, Quarteirão Brasileiro, Rua Espírito Santo e Corrêas foram os primeiros locais escolhidos, mas a equipe de paisagismo já está preparando novos jardins para a Travessa Augusto Fragoso (Independência) e Estrada Mineira, além de estudar mais locais. Esses canteiros são feitos com mudas de Moreia, Palmeira e Buchinha.