A Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias registrou duas ocorrências por causa da pancada de chuva da noite deste sábado (13.10). A primeira delas foi na Estrada da União e Indústria, na altura do Roseiral, atingindo a fiação elétrica. Equipes da Defesa Civil, Enel e do Corpo de Bombeiros trabalham para restabelecer a normalidade na região. A outra foi na Estrada da Posse, próxima a entrada de Tristão Câmara, deixando também a pista interditada. O Corpo de Bombeiros também já foi acionado.

Na última hora, choveu 24 milímetros na  Rua João Xavier. No mesmo período, na 24 de Maio, os pluviômetros registraram 21mm. Os 55 agentes estão de plantão para atendimentos caso seja necessário. Existe a previsão de mais chuva para as próximas horas, e por conta disso, o órgão orienta à população a ter atenção em função dos acumulados que deixam o solo encharcado.

“A prefeitura intensificou a limpeza de bueiros em todos os bairros e também já estamos iniciando o Rio Limpo. A prevenção é fundamental e estamos agindo neste sentindo”, afirma o prefeito Bernardo Rossi que frisa ainda a importância do Plano Verão, mas o plantão permanente da Defesa Civil e vários pastas afins como Comdep e Obras.

“É fundamental que a população que vive em uma área de risco tenha atenção redobrada, já que existe a previsão que a chuva continue ao longo do dia. Os moradores devem ligar para o 199 e informar caso tenham alguma ocorrência”, afirma o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, coronel Paulo Renato Vaz, reforçando que o contingente de 55 agentes permanece de plantão 24h para realizar os atendimentos a população.

Em caso de qualquer sinal de instabilidade no imóvel ou terreno, o morador deve ligar para o telefone 199 e pedir uma vistoria preventiva à Defesa Civil. A ligação e o serviço são gratuitos.

Sirenes do Sistema de Alerta e Alarme 
Todos os 20 conjuntos de sirenes do Sistema de Alerta e Alarme da cidade estão funcionando normalmente. Técnicos da Defesa Civil acompanharam os índices de chuva durante toda a madrugada. Os equipamentos não foram acionados já que os índices pluviômetros não atingiram os protocolos necessários para que as sirenes tocassem.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Crédito da foto: Reprodução da internet