20 projetos culturais são aprovados para ocupar os espaços do Centro de Cultura

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Vinte projetos dos segmentos de teatro, música e dança, foram aprovados na seleção pública de projetos culturais referentes à ocupação dos espaços do Centro de Cultura Raul de Leoni. O edital, lançado pelo Instituto Municipal de Cultura e Esportes (IMCE), contempla o período de outubro a dezembro de 2018. No início do ano, quatro projetos participaram do edital. O número maior desta vez demonstra que o movimento artístico está cada vez mais utilizando os espaços que o município disponibiliza, além dos eventos que são realizados durante todo o ano com o objetivo de valorizar o artista local.

Os projetos aprovados foram os espetáculos teatrais “A bruxinha era boa”, “Arlequim e Arlequina”, “Mostra de Teatro”, “O Inspetor geral”, “Mostra Teatral”, “Pluft, o fantasminha” e “Talentos que transformam”. Na área da dança foram as companhias “18º Simplesmente Dança”, “A flor da pele”, “Era uma vez”, “Espetáculo de balé”, “Mostra Top de Arte”, “Mostra de Dança”, “Movimento em Movimento”, “Mundo Colorê” e oficinas. Já com espetáculos musicais, os projetos aprovados foram curso de atabaque, “Mostra de música”, “Sarau Cultural” e o evento Eneagrama.

“Essa iniciativa também visa valorizar os artistas locais. Isso garante que eles tenham espaço nos eventos do nosso calendário anual. Além disso movimenta o Centro de Cultura, um dos nossos principais equipamentos culturais, que pode e dever ser explorado pelo petropolitano”, destacou o prefeito Bernardo Rossi.

Os vencedores utilizarão a sala Multiuso e o Teatro Afonso Arinos, mas também estavam disponíveis o Cinema Humberto Mauro e as salas Sylvia Orthof, Guiomar Novaes e Etienne Demont.

“Queremos incentivar e fomentar a cultura em Petrópolis, e trazer esses projetos para dentro do Centro de Cultura é uma forma realizar isso, afinal os espaços também pertencem à população. Nós vamos dar o apoio necessário para as diversas expressões artísticas do município”, explica o diretor-presidente do Instituto Municipal de Cultura e Esportes, Leonardo Randolfo.

Para o edital poderiam se inscrever áreas e segmentos de Artes Cênicas (circo, dança, eventos multidisciplinares, festival,ópera, teatro), Música (série musical erudita, série musical popular, série musical instrumental), Programas Educativos (arte-educação, contação de estórias, oficinas e cursos de curta duração) e Cinema (exibição de filmes, mostras ou festivais, eventos multidisciplinares).

A medida faz parte do conjunto de ações culturais do IMCE para enfatizar a democratização, igualdade de oportunidades e, principalmente, o acesso do público a bens, produtos e serviços resultantes da implementação dos projetos realizados.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.