“131 anos de Abolição Inacabada”, evento continua no Palácio de Cristal

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O público lotou o Palácio de Cristal na abertura do evento “131 anos de Abolição Inacabada” que foi aberto na sexta-feira (10.05) e segue neste sábado, no Palácio de Cristal. A celebração oferece uma ampla programação hoje e na segunda-feira (13.05) – data em que é lembrada a abolição da escravatura, com muita reflexão, palestras, debates, teatro, capoeira, artesanato e música. O encontro é uma realização da Prefeitura de Petrópolis, através da Coordenadoria da Promoção da Igualdade Racial (Copir). Toda programação é gratuita.

O grande destaque da abertura do evento, foi a palestra do angolano Mario Gaspar, que está há 3 anos no Brasil e contou um pouco sobre a abolição da escravatura na visão de um angolano. O jovem, que é estudante de engenharia destacou alguns pontos históricos. “Vim mostrar um pouco de como foi na África e como vivemos essa questão histórica. Tivemos muitas lutas e vou falar das origens delas”, contou.

“Esta data, não é de comemoração e sim de reflexão. A abolição é inacabada, pois depois dela o negro continuou sem oportunidades, sem estudo, sofrendo todo tipo de violência e hoje estamos aqui neste encontro para discutir como podemos melhorar todas essas questões”, destacou o coordenador do Copir, Marco Antônio Cezar.

O secretário chefe de Governo, Renan Campos esteve na abertura e ressaltou a importância desta reflexão na cidade, que faz parte da história da abolição. “Petrópolis possui o Palácio de Cristal, Praça da Liberdade, locais que fazem parte da história da abolição da escravatura. Por isso a gestão do prefeito Bernardo Rossi garantiu a estrutura do Copir, pois precisamos discutir os direitos e também a questão do preconceito, que deve ser combatido sempre. Chamamos a sociedade civil para participar deste momento de reflexão para que possamos juntos ter um avanço na igualdade racial”, frisou o secretário.

Participaram da solenidade de abertura o vereador Justino; o fundador do Instituto Aliança, Numa  e membro do Conselho Municipal da Promoção da Igualdade Racial, Renata Sampaio.

Confira a programação:

Neste sábado (11.05), segundo dia de evento, a celebração começa às 17h com a palestra “Abolição da Escravatura – 131 anos de Abolição Inacabada”. Às 18h o público conta com mais uma palestra sobre “Empoderamento da Mulher Negra do Século 21”, e 18h50 o tema abordado será “Racismo, Discriminação Racial e acesso à Justiça, como denunciar? ”. Às 19h, acontece a conversa com religiosos sobre Intolerância. A última palestra da noite acontece às 20h40 com o tema “O Negro no Espaço do Poder”. Encerrando o dia, as apresentações de capoeira, puxada de rede e Samba de Roda com grupo Raiz Universal.

Encerrando a programação, no dia em que é lembrado a assinatura da lei Áurea feita pela princesa Isabel, a segunda-feira (13.04) está cheia de atrações. Às 17h, o evento oferece uma apresentação de cânticos temáticos. Em seguida, a palestra “O Negro na Política” faz as pessoas refletirem sobre a data. Mais tarde, às 18h30, o público poderá participar da palestra “Efeitos das Drogas e suas Consequências Negativas e Efeitos Colaterais para a População Negra”. O Coral Cante Vox, também estará presente com uma apresentação a partir das 19h15. Às 20h20, a peça Contos Africanos lembra a cultura do povo afro. E celebrando o dia tão importante, o grupo de Abada Capoeira e Jongo, encerra a programação.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.