Reprodução da internet

Vereadores afastados no escândalo da banheira retornam à Câmara Municipal

A autorização foi concedida pela juíza Laurita Vaz, da 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, a mesma que havia decidido pela volta dos vereadores Luizinho e Ronaldão.

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) concedeu aos vereadores afastados Wanderley Taboada e Reinaldo Meirelles o habeas corpus que autoriza o retorno de suas atividades na Câmara Municipal de Petrópolis. A autorização foi concedida pela juíza Laurita Vaz, da 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça, a mesma que havia decidido pela volta dos vereadores Luizinho e Ronaldão.

Com esta decisão, os vereadores Jamil Sabrá e Marcelo Chitão devem voltar aos cargos anteriores. Esta mudança deve acontecer assim que a Câmara Municipal for notificada sobre o habeas corpus.

Os vereadores Wanderley Taboada e Reinaldo Meirelles estavam afastados desde janeiro de 2019 quando foram alvos de uma investigação desencadeada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e pela Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (PCERJ), após os desdobramentos da Operação Sala Vip. Eles foram alvos, junto com Luizinho e Ronaldão, e respondem processo criminal por organização criminosa e corrupção passiva. O vereador e ex-presidente da Câmara Paulo Igor também é réu na ação.

Crédito da foto: Reprodução da internet

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também