Transporte de funcionários da saúde que atuam em Petrópolis e residem em outros municípios será feito pela prefeitura

Como medida emergencial para garantir o suporte no atendimento nas redes pública e particular de atendimento em saúde, e garantir o cinturão sanitário da cidade, o prefeito Bernardo Rossi formalizou, por meio do decreto nº 1.096, o uso de ônibus da Secretaria de Educação para transportar os profissionais da saúde que atuam em Petrópolis, mas residem em outras localidades como Duque de Caxias, Magé (Piabetá e Fragoso) e Areal.

“É uma ação necessária nesse momento difícil em que estamos passando. Precisamos de todos os profissionais da saúde atuando no nosso município e com a proibição da entrada de ônibus de outras localidades na cidade, vamos garantir o transporte desses funcionários por intermédio dos ônibus da frota da Secretaria de Educação. Vale salientar que todas as medidas para garantir a saúde desses profissionais foram tomadas, como a completa higienização dos veículos”, afirma o prefeito Bernardo Rossi.

A frota de ônibus que será usada está paralisada, sem utilidade em razão da suspensão das aulas na rede municipal. Vale salientar que cerca de 20% dos profissionais da saúde das redes públicas e particular, especialmente da área técnica de enfermagem no município residem nesses outros municípios – aproximadamente 245 pessoas. O transporte garantirá a vinda para Petrópolis e o retorno para as cidades. Os pontos de embarque serão em Duque de Caxias, Fragoso ou Piabetá e Areal.

A Secretaria de Saúde vai entregar para a Secretaria de Educação os nomes dos profissionais que farão uso do transporte e a rota será feita para garantir que os profissionais cheguem em Petrópolis para cumprir suas jornadas de trabalho. O transporte começará a ser feito o mais rápido possível – após a entrega do levantamento da Secretaria de Saúde.

Fonte: Prefeitura de Petrópolis

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também