Reprodução / Facebook

Secretária de Saúde de Magé é presa pela Polícia Federal por suspeita de desvios no SUS

A investigação aponta suspeita de direcionamento na contratação de um laboratório em Magé, que pertenceria a um vereador.

A secretária de saúde de Magé, Carine Tavares, foi presa na manhã desta quinta-feira (24), em operação da Polícia Federal (PF), por suspeita de integrar um esquema que desviou R$ 9 milhões do Sistema Único de Saúde (SUS), no munícipio.

Foram cumpridos dois mandados de prisão e sete mandados de busca e apreensão, todos expedidos pela 1ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, especializada em organização criminosa.

A investigação aponta suspeita de direcionamento na contratação de um laboratório em Magé, que pertenceria a um vereador. O laboratório foi contratado repetidas vezes desde 2016.

Os crimes investigados são dispensa ilegal de licitação, fraude em licitação, falsidade ideológica, peculato e organização criminosa.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também