Projeto Bombeirinhos transforma jovens do Complexo do Alemão em bombeiros por um dia

O grupo passa uma manhã no Quartel Central do CBMERJ, no Centro da Cidade, vivenciando o dia a dia dos militares, descobrindo a história do Corpo de Bombeiros RJ.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Uma parceria entre o Corpo de Bombeiros Militar do Estado Rio de Janeiro (CBMERJ) e a Organização Não-Governamental (ONG) Voz das Comunidades, fundada pelo influenciador digital e ativista Renê Silva, está levando crianças e adolescentes do Complexo do Alemão para conhecer a rotina da corporação e integrar o Projeto Bombeirinhos.

O grupo passa uma manhã no Quartel Central do CBMERJ, no Centro da Cidade, vivenciando o dia a dia dos militares, descobrindo a história do Corpo de Bombeiros RJ, suas viaturas, seus equipamentos operacionais e recebendo dicas de prevenção a acidentes.

– A iniciativa tem como objetivo estimular a cultura preventiva e gerar mudanças comportamentais por meio da promoção de atividades operacionais e ações educativas sobre riscos de acidentes domésticos, de trânsito, de afogamentos, incêndios e noções de primeiros-socorros – afirmou o secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do CBMERJ, coronel Leandro Monteiro.

Os jovens, que têm entre 10 a 16 anos e são participantes de projetos sociais atendidos pela ONG, vão se tornar multiplicadores de informações úteis entre as famílias e a comunidade. Além disso, a iniciativa também pretende despertar vocações ao apresentar detalhadamente o trabalho realizado pela instituição e seus profissionais.

– Hoje foi um dia bastante produtivo. Aprendemos coisas aqui que levaremos para a vida. Já pensei várias vezes em sem bombeiro e agora tenho ainda mais incentivo – disse Lucas Matheus da Silva, de 14 anos.
O projeto já recebeu participantes das ações sociais “Na Ponta dos Pés”, “Espaço Democrático de União, Convivência, Aprendizagem e Prevenção (EDUCAP)” e do projeto de luta “Abraço Campeão”. A programação é quinzenal e a próxima visita está prevista para julho. 

– Foi uma experiência maravilhosa. Conhecemos muitas pessoas legais e fizemos um monte de coisas interessantes. Nunca tinha pensado em ser bombeira, mas agora já vejo como uma possibilidade – completou Kathelen Vitoria dos Santos, também de 14 anos.

Fonte: Governo do Estado

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.