Cinquenta e quatro minutos. Esse foi o tempo que os passageiros que seguiam de Petrópolis para Barra Mansa tiveram que aguardar para a partida do ônibus na manhã desta segunda-feira (10.02). Com previsão para iniciar a viagem às 6h05, o veículo só saiu às 6h59 – um transtorno para quem tem seus compromissos no outro município. A irregularidade, porém, não passou despercebida. Equipe do Procon Petrópolis esteve desde cedo na Rodoviária Leonel Brizola e flagrou a infração cometida pela empresa, que foi autuada pelo órgão de defesa do consumidor.

A fiscalização foi desencadeada após sucessivas denúncias de usuários sobre o atraso nas saídas das viagens programadas, demora a atendimento nos guichês de vendas de passagens, além de número insuficiente de funcionários para o atendimento eficiente dos passageiros. Das viagens fiscalizadas nas primeiras horas da manhã desta segunda, 23 atrasaram o horário de saída, mas dentro de um período máximo aceitável – de até 7 minutos.

            “O que observamos é que as empresas estão deixando de atender os usuários de maneira efetiva, ou seja, o usuário que se programa para sair de Petrópolis em um horário e chegar ao seu destino de maneira tranquila, tem tido seus planos frustrados devido ao atraso na partida dos ônibus. Isso não pode ser constante e, de maneira nenhuma, vamos aceitar que essa irregularidade seja cometida na nossa cidade”, explica o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá, lembrando que, ao órgão, cabe apenas as fiscalizações das viagens intermunicipais e interestaduais.

Além do atraso irregular da viagem para Barra Mansa, também foram constadas partidas dos ônibus com demora de 2 a 7 minutos – período permitido pelo Departamento de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro (Detro-RJ) – dos veículos que seguiam para Teresópolis, Castelo, Madureira, Barra, Caxias, Juiz de Fora e Nova Iguaçu – a maioria deles em mais de um ônibus partindo para esses destinos.

A fiscalização do Procon é embasada na Lei 8.078/1990. A empresa autuada deverá responder o auto do Procon, sob pena de ser multada por conta do atraso. Qualquer irregularidade, porém, deve ser denunciada ao Procon, que funciona na Rua Dr. Moreira de Fonseca, 33, no Centro, ou na unidade de Itaipava, que fica na Estrada União e Indústria 11.860, no Centro de Cidadania. Denúncias podem ser feitas, ainda, no WhatsApp 99257-5837. Os telefones para contato são o 2246-8469 / 8470/ 8471 / 8472 / 8473 / 8474 / 8475 / 8476 e 8477.