A Prefeitura acaba de formalizar o contrato para o desenvolvimento do aplicativo Procon Petrópolis. A plataforma tem previsão de disponibilidade a partir do início de 2020, quando será possível abrir chamado junto ao órgão de defesa do consumidor. Com o aplicativo, o usuário contará com espaço para anexar fotos (uma nota fiscal, por exemplo), vídeos, áudios, além de local para relatar o problema ocorrido, colocar os números de protocolo de um potencial atendimento, enfim, todas as provas que corroboram a sua denúncia.

Dinâmico, o aplicativo funcionará como um braço do Procon. Antes de fazer o cadastro, o usuário precisará se cadastrar e é o login e senha que será usado para realizar o acompanhamento, pelo próprio smartphone ou tablete, daquela reclamação. Através do aplicativo, denúncias também poderão ser feitas e o usuário poderá acrescentar informações como fotos, por exemplo. Por ele, ainda será possível ter acesso às notícias do Procon, ao Código de Defesa do Consumidor, contatos e localização das unidades no Centro e Itaipava, dentre outros.

“O aplicativo vai mudar a maneira de a população lidar com a questão da defesa do consumidor. Com ele o petropolitano conseguirá relatar, de imediato, o problema que foi verificado. Essa é uma demanda solicitada pelo prefeito Bernardo Rossi e vai ao encontro do nosso objetivo de modernizar e dar acesso ao consumidor aos benefícios oferecidos pelo órgão de defesa do consumidor”, explica o coordenador do Procon, Bernardo Sabrá.

Após disponibilizar o aplicativo, a empresa responsável pelo seu desenvolvimento ficará responsável por toda a manutenção técnica. Na prática, significa dizer que todo o aparado de tecnologia da informação e problemas relacionados à manutenção do sistema deverá ser resolvido por ela pelo prazo de mais um ano, mantendo equipe disponibilizada para esses ajustes e correções à disposição do Procon.

A implementação do aplicativo é mais uma forma de auxiliar o consumidor petropolitano em suas relações de consumo. De um Procon com existência praticamente nula em 2016, agora o órgão é um canal confiável de defesa do consumidor e conta com linhas telefônicas, página no Facebook, canal via WhatsApp, além de um portal na internet, o www.petropolis.rj.gov.br/procon. Ainda este ano, o órgão também ganha uma unidade móvel totalmente equipada.