Prefeito interino e secretário de Saúde vistoriam funcionamento dos pontos de apoio

Desde o dia 14, os atendimentos de pacientes com sintomas de Covid-19 são feitos em três pontos de apoio.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Uma semana depois das mudanças nas portas de entrada dos pacientes com suspeita de covid-19, o prefeito interino Hingo Hammes e o secretário de Saúde, Aloisio Barbosa da Silva Filho, estiveram, na tarde desta quinta-feira (21), nos pontos de apoio da UPA Cascatinha e do Hospital Nelson Sá Earp (HMNSE).

“Voltamos aos pontos de apoio para acompanhar os atendimentos e avaliar o resultado das mudanças. Vamos manter este trabalho, buscando ver de perto o andamento dos serviços, de forma a garantir que a população consiga o atendimento necessário”, afirmou Hammes, que tem visitado unidades de saúde diariamente.

Desde o dia 14, os atendimentos de pacientes com sintomas de Covid-19 são feitos em três pontos de apoio, montados ao lado da UPA Cascatinha (este tem médicos 24h), no primeiro andar do HMNSE e no ponto de apoio de Itaipava (estes com médicos das 8h às 20h e enfermeiros 24h para a realização de testes). Já pacientes não Covid têm atendimento na UPA Centro, no Pronto Socorro Leônidas Sampaio e na UPA Itaipava.

A mudança desafogou as unidades e permitiu ampliar o atendimento para dar mais conforto aos pacientes. “A mudança gerou uma melhora no fluxo de atendimento, evitando longas filas e garantindo um atendimento digno aos pacientes. Vamos continuar acompanhando de perto o funcionamento das unidades”, afirmou o secretário de Saúde.

Sem fila e com mais conforto, a autônoma Silvana Nicodemus, 41 anos, elogiou o atendimento do ponto de apoio do HMNSE. “Vim no dia 16 fazer o swab e o atendimento foi muito rápido. Voltei hoje com o resultado positivo para ter orientação médica. O atendimento está bom. Não tenho do que reclamar”.

A decoradora Sandra Cristina Fernandes, 50 anos, procurou atendimento na UPA Cascatinha depois de manifestar quadro gripal. “Cheguei e em 30 minutos passei pela triagem e fui atendida pela médica. Agora aguardo para fazer o teste rápido”, disse.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.