Reprodução da internet / Instagram Concurso PCERJ

Policial Renato Rabelo é transferido para unidade em Três Rios

Policial atuava há 15 anos no combate ao crime em Petrópolis

Após 15 anos de atuação em combate ao crime em Petrópolis, o policial Renato Rabelo, popularmente conhecido como “Leão da Serra”, foi transferido para uma nova unidade policial, em Três Rios. Aos 60 anos de idade e há 32 anos trabalhando em defesa à população, Renato coleciona números expressivos de participação nos mais variados tipos de ocorrências policiais.

Passando por diversas cidades como Teresópolis, Três Rios, Campos, Paraty, Baixada Fluminense e Rio de Janeiro, liderou os setores de homicídios, entorpecentes e também atuou na área de anti-sequestro da polícia.

“Sou Policial Civil, mas sempre trabalhei integrado com a Polícia Militar. Passei por diferentes setores, sendo alguns, que geram mais sensibilidade na atuação, como no caso de uma criança, de oito anos, que ficou presa em um cativeiro no bairro Atílio Marotti, em Petrópolis, por 11 dias”, relembrou Renato.

De acordo com o “Leão da Serra”, em todo o tempo de carreira já realizou mais de mil prisões, já depôs em mais de cinco mil processos no setor de homicídio e, nos casos em que são levantadas a autoria de um homicídio, já prestou despoimento por quase 100 vezes.

“Não há uma experiência marcante específica na profissão. A polícia a cada dia é um novo aprendizado. Ao mesmo tempo em que combate um tráfico de drogas e troca tiro com bandidos, também ajuda a realizar um parto. É um trabalho dinâmico, que conta a cada dia com uma novidade. Temos que ter espírito para se adaptar a cada momento em uma nova ocorrência”, pontuou.

No final do mês de abril deste ano, Renato Rabelo foi transferido para atuar no combate ao crime em Três Rios, através da 108ª Delegacia de Polícia e 38º Batalhão da Polícia Militar. A saída do policial deixa saudade entre a população, mas a garantia de dever cumprido.

“Recebo muitas mensagens de pessoas sentindo minha falta, querendo saber se há a possibilidade de eu voltar para Petrópolis em algum momento. Percebo que as pessoas continuam acreditando no bom trabalho da polícia e sabem do importante papel desempenhado por esse tipo de profissional”.

Ao ser questionado sobre sua popularidade em Petrópolis, Renato enfatiza que a dedicação e a honestidade no desempenho da função são fundamentais para o bom reconhecimento.

“Quando focamos em tentar melhorar o dia a dia dos que vivem nas comunidades, muitas vezes oprimidos pelo tráfico, a população se sente segura. Acredito que até o próprio criminoso entende que nós estamos do lado certo e eles que estão errados”, explicou.

Sobre a atuação em Petrópolis, o policial afirmou que não descarta a possibilidade de um dia voltar a combater o crime na Cidade Imperial. “Quem sabe um dia, né? Espero que a população sempre continue acreditando no trabalho da polícia, pois, independente de onde qualquer policial esteja, estaremos sempre dispostos a preservar a vida do cidadão”, concluiu Renato Rabelo.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também