Polícia Civil prende um dos acusados de agredir e matar pessoa com deficiência em Guapimirim

Além do autor, cinco pessoas participaram do linchamento, foram identificadas e estão sendo procuradas
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Policiais civis da 67ª DP (Guapimirim) e militares prenderam, nesta quarta-feira (03), um homem, de 26 anos, acusado de participação no homicídio de uma pessoa com deficiência. De acordo com os agentes, o autor e outras pessoas agrediram violentamente um homem, de 36 anos, com socos, chutes e pauladas depois que a vítima teve um surto psicótico, tirou a roupa e andou nu pelas ruas do bairro Vila Olímpia, em Guapimirim, local onde residia.

O caso aconteceu no dia 12 de janeiro deste ano. Segundo os policiais, o irmão da vítima o encontrou desmaiado, pelado e com as mãos amarradas em meio a um matagal. Ele foi socorrido e encaminhado para um hospital, onde ficou internado e morreu três dias depois por conta das lesões ocasionadas pelo linchamento. A equipe da 67ª DP investigou, levantou informações e identificou seis autores das agressões após analisar imagens de um vídeo gravado das agressões e divulgado em redes sociais. Os agentes realizaram diligências e prenderam um dos criminosos em cumprimento de um mandado de prisão temporária. 

Ao ser interrogado na delegacia, o acusado confessou ter agredido o homem e disse que o crime foi motivado porque “falaram que a vítima havia tentado agarrar algumas crianças da vizinhança”. No entanto, em depoimento, o preso não soube dizer quem seriam essas crianças e se o fato realmente teria acontecido. 

Todos os envolvidos tiveram a prisão temporária decretada e as investigações prosseguem para capturar os demais autores do crime.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.