Foto: Reprodução/Redes sociais

Polícia acaba com live de grupo de pagode

Integrantes do Aglomerou correram e se protegeram dos tiros porque policiais entraram na casa errada
Um tiroteio interrompeu uma live do grupo de pagode Aglomerou, que acontecia na tarde deste domingo (26/07), em uma casa de festas em Angra dos Reis, na Costa Verde do Rio de Janeiro. O imóvel fica na Ribeira, um bairro de classe média.
Os músicos tocavam a canção “Compasso do amor”, do Revelação, quando foram interrompidos por barulho de tiros e policiais entrando no imóvel. No vídeo, é possível ver que o vocalista percebe a movimentação dos policiais enquanto ainda estava cantando a música. Quando um policial armado se aproxima, o som é paralisado. Em seguida, ouve-se um barulho de helicóptero e muitos tiros. Um policial armado passa na frente da câmera e os músicos deixam o local agachados. Pouco mais de um minuto depois da interrupção, a transmissão ao vivo é encerrada.

A operação foi um desdobramento de uma investigação sigilosa da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense e teve apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core). Em nota, a Polícia Civil explicou que o alvo da operação era um imóvel vizinho, onde estaria acontecendo uma festa com foragidos da Justiça. Disse ainda que a interrupção da live foi “para evitar que alguém pudesse ser ferido durante a ação”.

View this post on Instagram

Tá tudo bem!

A post shared by Grupo Aglomerou (@aglomerouoficial) on

Leia a íntegra da nota da Polícia Civil:

“Policiais da Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), com apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), realizaram uma ação no município de Angra dos Reis, na tarde deste domingo (26/07), referente a uma investigação da especializada. Os policiais checavam informação de uma casa onde estaria sendo realizada uma festa desde ontem com criminosos foragidos da Justiça.

Com a aproximação dos agentes, alguns criminosos correram em direção a um mangue e efetuaram disparos em direção aos policiais, que ainda tentaram localizá-los, sem sucesso.

Todas as pessoas que estavam na festa foram autuadas por descumprimento de medida sanitária preventiva, com base no artigo 268 do CP. No local os agentes encontraram frascos de lança prefume e indícios de consumo de drogas. Algumas pessoas que estavam na festa também possuíam anotações criminais por diversos crimes como tráfico de drogas, roubo e associação criminosa, mas sem mandados pendentes.

Na casa ao lado, onde estava sendo realizada a diligência, ocorria uma live de um grupo musical, que foi interrompida para evitar que alguém pudesse ser ferido durante a ação.”

Fonte: G1

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também