PM-RJ apreendeu mais de 20 armas de fogo e explosivos por dia no primeiro trimestre do ano

Em média, foram recolhidos das mãos de criminosos, a cada dia, mais de 20 armas e explosivos.

Levantamento da Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro (SEPM), feito com base nos dados do primeiro trimestre deste ano, revela um resultado expressivo, mas preocupante:  de janeiro a março de 2021, somente policiais militares apreenderam 1.537 armas de fogo, entre as quais 115 fuzis, e 276 explosivos (granadas e artefatos artesanais). Ou seja, em média, foram recolhidos das mãos de criminosos, a cada dia, mais de 20 armas e explosivos.

O documento, elaborado pela Subsecretaria de Inteligência da SEPM, mostra ainda que, apesar dos novos desafios impostos à corporação em função da pandemia da Covid-19, os policiais militares mantiveram o trabalho incansável de combate à criminalidade. O balanço deste ano chegou a ser um pouco maior em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram apreendidos 1.496 armas de fogo e 275 explosivos.

Ao observar os números de fuzis e granadas, as apreensões neste primeiro trimestre registraram aumento expressivo em comparação com o mesmo período de 2020. A apreensão de fuzis foi 26% maior, e a de granadas, 16,5%. Nestes três primeiros meses foram apreendidos 276 explosivos – 225 granadas e 51 artefatos artesanais.

O saldo operacional da PM no primeiro trimestre revela ainda que os policiais militares fizeram 8.413 prisões e 1.097 apreensões de adolescentes envolvidos em atividade criminosa.

– Esses números têm um significado muito grande, porque revelam o tamanho do desafio enfrentado pela corporação e a capacidade inesgotável de nossos policiais militares, que não medem esforços para defender a sociedade – disse o secretário de Estado da Polícia Militar, coronel Rogério Figueredo de Lacerda.

Fonte: Divulgação

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também