Foto: Prefeitura de Petrópolis

Petrópolis realiza primeiro dia de vacinação volante

Equipes de enfermagem, sob a coordenação da Epidemiologia do município, se deslocaram até o HMNSE para o trabalho de imunização.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Profissionais de saúde que atuam na linha de frente no combate ao coronavírus no Hospital Municipal Nelson Sá Earp foram os primeiros a serem vacinados nesta quarta-feira (20). Equipes de enfermagem, sob a coordenação da Epidemiologia do município, se deslocaram até o HMNSE para o trabalho de imunização. No primeiro dia de vacinação em Petrópolis, idosos residentes em duas instituições de longa permanência também foram vacinados.

“Demos mais um importante passo nesta quarta-feira no combate à Covid-19 no município. Iniciamos a imunização dos profissionais de saúde que, há dez meses, estão lutando contra a doença e dedicando suas vidas para salvar a de seus pacientes. Estamos confiantes de que em breve poderemos ampliar a vacinação para todos os profissionais da área”, comentou o prefeito interino Hingo Hammes, garantindo que segue em contato com as demais esferas governamentais na busca por mais doses da vacina.

Neste primeiro dia, 196 pessoas foram vacinas. No HMNSE, a primeira delas foi a auxiliar de enfermagem Márcia Hilário Machado, 49 anos, que há 15 anos é servidora pública. “Estou muito emocionada. Passamos um ano sofrendo com a perda de pacientes e a vacina é a nossa esperança”, declarou a servidora.
A farmacêutica Ana Beatriz Moscoso também foi uma das imunizadas no hospital. Ela conta que, atuando no hospital, na UPA Centro e no ponto de apoio, tomou todos os cuidados para não se contaminar e não levar o vírus para dentro de casa. “Estávamos esperando pela vacina há muito tempo e, com a vacina, terei mais tranquilidade para continuar atuando”.

Na Bougainville Residência Geriátrica, 23 idosos foram vacinados, e no Lar Nossa Senhora Aparecida outros 39 idosos receberam a primeira dose da CoronaVac.

“Nossas equipes da Vigilância Epidemiológica estão fazendo o transporte das vacinas até as unidades, com apoio da Polícia Militar. Estamos fazendo uma triagem rigorosa dos profissionais para que a aplicação da vacina só seja realizada, neste momento, naqueles que realmente estão atuando no combate à Covid-19”, explicou a chefe de Imunização Simone Sisnando.

O Secretário de Saúde, Aloisio Barbosa da Silva Filho, acompanhou a vacinação e contou que a estimativa é aplicar as 4.905 doses recebidas em até duas semanas. “Estamos aumentando o número de equipes de enfermagem para agilizarmos a vacinação”, adiantou. O secretário ressaltou que, mesmo com a chegada da vacina, ainda é fundamental manter todos os cuidados recomendados, como evitar aglomerações, usar máscaras e higienizar sempre as mãos.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.