Operação Lei Seca em Petrópolis flagra 22 pessoas embriagadas

68 pessoas foram abordadas em Petrópolis e 32,4% apresentaram índices de alcoolemia.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

De sexta-feira a domingo (16 a 18/7), 1.389 motoristas foram abordados e 363 flagrados sob efeito de álcool. O município de Campos dos Goytacazes bateu o recorde de alcoolemia entre as ações realizadas neste fim de semana em todo o estado. Ao todo 235 motoristas foram abordados nas blitzes de sábado e domingo, sendo que 96 estavam embriagados, ou seja, 40,85%. Somente no domingo, dos 59 veículos abordados, 47 motoristas foram flagrados com sinais de embriaguez. 

Outras cidades do interior também apresentaram índices de alcoolemia elevados. Nesta sexta-feira, em Petrópolis, 68 pessoas foram abordadas e 32,4% estavam embriagadas. Em Penedo, no mesmo dia, 15 motoristas foram flagrados alcoolizados. No sábado, em Resende, dos 91 abordados, 28 casos de alcoolemia foram registrados.

Na região metropolitana, na sexta-feira, dos 73 abordados em Niterói, 21 foram flagrados embriagados. Já no domingo, em Nova Iguaçu, 31,8% dos abordados estavam sob efeito de álcool.

“Os altos índices de alcoolemia registrados no fim de semana são um alerta para continuarmos firmes na nossa missão de salvar vidas, principalmente no interior do estado. Nossas ações de educação e fiscalização acontecem diariamente e buscam sempre a conscientização da população sobre os riscos da mistura de álcool e direção”, explica o superintendente da Operação Lei Seca, tenente-coronel Fabio Pinho.

As pessoas flagradas sob efeito de álcool cometem infração gravíssima, têm a carteira de habilitação suspensa por um ano, pagam uma multa de R$2.934,70 e têm o veículo retido até apresentar um motorista que seja habilitado e esteja em condições de dirigir.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.