FOTO DIVULGAÇÃO

O monte Kebnekaise perde o título de pico mais alto da Suécia devido ao aquecimento global

Os suecos tiveram um novo e contundente exemplo da mudança do clima no planeta com a notícia de que seu ponto mais alto já não é exatamente o mesmo, informa o jornal “The Guardian”. O pico sul do monte Kebnekaise, antes o mais elevado do país e cujo cume é coberto por uma geleira, cedeu seu posto ao pico norte, que não é coberto de gelo .

O Kebnekaise está localizado no norte da Suécia, a cerca de 150 quilômetros acima do Círculo Ártico. Em 2014, ele atingia 2.099 metros. Mas quando Gunhild Ninis Rosqvist (professora de geografia da Universidade de Estocolmo) e sua equipe fizeram as medições deste ano, em 3 de setembro, o pico norte era 1,2 metro mais elevado, com 2.096,8 metros.

Segundo a professora, desta vez a altura do pico do Kebnekaise foi a mais baixa já registrada: 24 metros a menos do que na década de 1960. “Quase todo o encolhimento ocorreu nas últimas duas décadas, quando a geleira perdeu uma média de um metro por ano”, disse ela.

Geleiras como a do pico sul de Kebnekaise foram particularmente afetadas pelos verões quentes. O crescimento das geleiras se deve muito mais a verões frescos do que a invernos particularmente rigorosos, disse ela.

Mas os dois últimos verões escandinavos fizeram com que a neve e o gelo derretessem rapidamente. “Você pode ver isso no pico, onde está mais exposto ao sol. Realmente parece diferente. Fica escorregadio lá em cima, e você ainda pode ver a água derretida escorrendo.”

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também

Leave a Comment