Negociação de reajuste salarial e implementação dos 6,2% adiada para o fim do mês

Nova reunião foi marcada para o dia 29 de julho
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Aconteceu ontem (19) à tarde reunião entre representantes do Sindicato dos Servidores Públicos de Petrópolis e da prefeitura. A pauta de reivindicações foi lida pela assessora jurídica do Sisep, Juliana Sintra, que pontuou todas as cláusulas voltadas aos servidores públicos da Prefeitura Municipal de Petrópolis e também da Comdep. Uma a uma elas foram discutidas com o prefeito interino Hingo Hammes, com controlador Alex Christ e o procurador geral, Fábio Alves.

Das principais reivindicações voltadas aos servidores da Prefeitura Municipal de Petrópolis e da Comdep, o prefeito interino Hingo Hammes pediu 10 dias para fazer o levantamento dos dados e analisar a viabilidade financeira da prefeitura para voltar a discutir o reajuste anual e a implementação dos 6,2%, suspensos em 2017.

Em relação ao pedido do Sindicato para a liberação do FGTS dos servidores, que trabalharam no período de 1976 a 1986, o prefeito disse que encaminhou para a Câmara um pedido para modificar a Lei nº 4401/1986 e aguarda o retorno para tomar novas providências.

Para os servidores da Comdep foram mantidas as cláusulas de renovação anual, tais como, licença maternidade de 6 meses, horas extras trabalhadas e folga compensatória, conforme determinação do Ministério Público do Trabalho, além da jornada dos vigias e cesta básica.

O prefeito interino Hingo Hammes destacou ainda, a vontade de criar um vale alimentação para beneficiar o funcionalismo público, regulamentando e efetivando o benefício, já previsto pelo Estatuto dos Servidores Públicos Municipais, Lei nº 6946/2012. “Esse é um sonho antigo meu. Ter um instrumento que atenda melhor o servidor público e possa dar mais dignidade ao trabalhador do nosso município no dia a dia”, destacou o prefeito interino, Hingo Hammes.

Participaram ainda da reunião, representantes do Sindifisc, o Sindicato dos Fiscais Municipais de Petrópolis, da Associação dos Fiscais, da Associação da Guarda Civil Municipal e da APM, Associação dos Professores do Município.

“Sentimos uma abertura por parte do poder municipal em relação a negociação e a conhecer a realidade vivida pelos servidores públicos municipais. Esperamos ansiosos pela próxima reunião e estamos confiantes que teremos avanços para a categoria”, destacou Osvaldo Magalhães, presidente do Sisep.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.