Morre Alfredo Bosi aos 84 anos, renomado crítico literário, vítima da Covid-19

Professor titular aposentado do curso de letras da USP, Bosi é o sétimo ocupante da Cadeira nº 12 da Academia Brasileira de Letras.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Alfredo Bosi, um dos maiores críticos literários do Brasil, morreu na manhã desta quarta-feira (7), em São Paulo, aos 84 anos, vítima da Covid-19.

Professor titular aposentado do curso de letras da USP, Bosi é o sétimo ocupante da Cadeira nº 12 da Academia Brasileira de Letras.

“A tanta dor, soma-se a morte do admirável acadêmico Alfredo Bosi. Sou tomado de profunda emoção. Nem encontro palavras. Escrevo com olhos marejados. Bosi: um homem de profunda erudição, humanista inconteste, um homem que estudou o Renascimento e que o representou”, disse o presidente da Associação Brasileira de Letras, Marco Lucchesi.

Bosi nasceu em São Paulo e foi casado com a psicóloga social, escritora e professora do Instituto de Psicologia da USP, Ecléa Bosi. Ele deixa dois filhos: Viviana Bosi, também professora da FFLCH-USP, e José Alfredo Bosi.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.