Ministério Público faz operação contra suspeitos de furtar combustível da Turispetro

O objetivo é cumprir cinco mandados de prisão e 14 de busca e apreensão.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), realiza nesta terça-feira (02) a Operação Porto Negro, contra uma organização que supostamente teria furtado combustível de dutos da Turispetro.

 O objetivo é cumprir cinco mandados de prisão e 14 de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da 1ª Vara Criminal Especializada. No Rio de Janeiro, os mandados são cumpridos na capital, Duque de Caxias e Itaboraí. Dentre as ordens de prisão, está a do capitão da Polícia Militar Marcelo Queiroz. Também são cumpridas ordens de busca e apreensão nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná.

A denúncia relata três ocasiões em que o grupo teria realizado supostamente o furto, a primeira em Guapimirim, a segunda em Nova Iguaçu e a terceira em Queimados, que teriam acontecido entre junho e setembro de 2020. Ao todo, foram subtraídos supostamente cerca de 169,5 mil litros, causando prejuízo superior a R$ 1.2 milhão.  O MPRJ requer que os suspeitos sejam condenados a pagar indenização no mesmo valor à Transpetro.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.