Foto: Sora Shimazaki

Justiça converte prisão de casal que matou menina de 4 anos no Quitandinha para preventiva

A mãe e o padrasto da vítima, foram presos na última sexta-feira (16) no bairro Quitandinha.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Na última segunda-feira (19) a justiça alterou para preventiva a prisão em flagrante do casal acusado de torturar, espancar e assassinar uma criança de apenas 4 anos. A mãe e o padrasto da vítima, foram presos na última sexta-feira (16) no bairro Quitandinha, em Petrópolis.

“No que diz respeito à conversão da prisão em flagrante em preventiva, entende este magistrado que a prisão se mostra necessária e proporcional, data vênia do entendimento defensivo, devendo ser destacado que os fatos imputados aos custodiados são tipificados como crime grave, notadamente porque dos autos se extrai que o indiciado teria agredido de forma violenta a vítima, uma criança de quatro anos e sua enteada, que, mesmo após o socorro médico, veio a óbito com diversos hematomas pelo corpo”, relatou o juiz Antonio Luiz da Fonsêca Lucchese na decisão.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.