Jornalista, professor e pesquisador Gilmar de Carvalho morre em Fortaleza aos 71 anos, vitima da Covid-19

Gilmar era um dos nomes mais importantes no ramo da pesquisa em cultura no Brasil, e no dia 30 de agosto completaria 72 anos de idade.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O jornalista, professor e pesquisador da cultura cearense, Gilmar de Carvalho, de 71 anos, morreu na noite do último sábado (17), vítima da Covid-19. No último dia 20 de março, ele havia sido internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital particular, em Fortaleza. A morte foi confirmada pela curadora e pesquisadora de Artes Visuais, Dodora Guimarães.

“Francisco Gilmar Cavalcante de Carvalho (Sobral, 1949 – Fortaleza, 2021), o escritor que trocou a ficção pelo magistério, o nosso querido professor Gilmar de Carvalho deixa o mundo órfão de sua inteligência rara. A cultura brasileira perde um de seus mais dedicados colaboradores, e a cultura do Ceará o seu mais competente tradutor”, disse em nota divulgada.

Também escritor e doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de São Paulo, Gilmar era um dos nomes mais importantes no ramo da pesquisa em cultura no Brasil, e no dia 30 de agosto completaria 72 anos de idade.

Neste ano, lançaria o livro “Poéticas da voz – Aboios, benditos, cantoria, cordel, emboladas, loas, saraus, torém, trovas”. Em 2019, ele recusou o título de Doutor Honoris Causa após a nomeação de Cândido Albuquerque como reitor da Universidade Federal do Ceará (UFC).

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.