Imagem: Reprodução

Joe Biden pode decretar regra que proíbe armas de assalto nos Estados Unidos

O comunicado vem um dia após o massacre que deixou dez mortos em um supermercado no Colorado.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou que considera a possibilidade de decretar regras, que não passam pelo Congresso, para mudar as normas a respeito de armas de fogo no país. O comunicado vem um dia após o massacre que deixou dez mortos em um supermercado no Colorado.

A informação foi divulgada nesta terça-feira (23) pela secretária de comunicação norte-americana, Jen Psaki. Dentro do avião presidencial, ela afirmou que o governo avalia as possibilidades.

O próprio Joe Biden afirmou que deve proibir a venda de armas de assalto e impor restrições às vendas de armas em geral.

“Não preciso esperar um minuto a mais, imagine uma hora, para tomar decisões de bom senso que vai salvar vidas no futuro. Podemos proibir as semiautomáticas”, afirmou o presidente.

Biden disse que esse tema não deveria causar divisão entre os políticos: “É um tema americano que vai salvar vidas, vidas americanas, precisamos agir”.

Além das semiautomáticas, ele citou armas com pentes que têm capacidade para muita munição.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.