Crédito: Divulgação / Guarda Municipal

Guardas municipais salvam bebê recém-nascida que sofreu acidente na Quinta da Boa Vista

Com apenas 24 dias, a bebê caiu do carrinho durante passeio com os pais
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Guardas municipais da 1ª Inspetoria (Centro) socorreram na manhã de segunda-feira, dia 19, uma recém-nascida, de apenas 24 dias, que caiu do carrinho de bebê enquanto passeava com os seus pais na Quinta da Boa Vista, em São Cristóvão, Zona Norte do Rio

O casal estava aproveitando o sol da manhã para passear com a sua filha no parque, quando, por um descuido, a bebê sofreu um acidente, caindo do carrinho para o chão. Com a queda, a filha do casal teve sangramento na boca e dificuldade para respirar.

Ao avistarem os guardas municipais que realizavam patrulhamento do parque, os pais da criança correram em direção da equipe solicitando ajuda. Os agentes, então, colocaram o casal e a bebê no carro da GM-Rio e os levaram até o hospital Quinta D’or, localizado nas imediações do parque.

Após darem entrada no hospital, como o casal não possuía plano de saúde para a sua filha recém-nascida, a equipe médica do Quinta D’or realizou o atendimento a recém-nascida amparada no artigo 135 do Código Penal.

Os guardas municipais ficaram ao lado da família até a conclusão do atendimento, dando apoio, e, também, para constatar que a bebê realmente estava bem. Em seguida, após receber alta médica, o casal e a bebê seguiram para sua residência.

– Os guardas municipais nos socorreram naquele momento, levando a gente para o Quinta D’or, e prestaram toda a atenção possível para aquela emergência. Eles ficaram do nosso lado até o final do atendimento. É com enorme satisfação que deixo o meu agradecimento por tudo o que fizeram – desabafou Ricardo Walace, pai da bebê.

∙ Salvamento no início de outubro

Na noite do dia 8 de outubro, guardas municipais da 8ª Inspetoria (Tijuca) prestaram os primeiros socorros a um bebê de apenas um mês de vida, na rua Monsenhor Jerônimo, no Engenho de Dentro, Zona Norte, que estava sem conseguir respirar, após sofrer engasgo.

Os agentes estavam a caminho do Andaraí, para verificar  uma denúncia de perturbação do sossego, quando foram acionados por um casal de idosos e uma mulher para ajudar a socorrer um bebê que havia engasgado e estava com dificuldades para respirar.

Os guardas municipais realizaram o procedimento de primeiros socorros, chamado de manobra de Heimlich, que é um método pré-hospitalar de desobstrução das vias aéreas superiores por corpo estranho. Em seguida, o bebê voltou a respirar normalmente e foi levado, ao lado de sua mãe e dos avós, para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, onde recebeu atendimento médico, sendo liberado posteriormente.

Fonte: Guarda Municipal do Rio de Janeiro

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.