FOTO: Felipe Almeida

Giugiu Morgen vence atletas da Elite e sagra-se campeã brasileira de moutain bike short track

FOTO: Felipe Almeida

A ciclista Giuliana Morgen segue fazendo história no mountain biking nacional. Isso porque, depois de disputar, na Europa, uma etapa da Copa do Mundo de Mountain Bike Júnior e o Campeonato Mundial da modalidade, no início de outubro, a petropolitana voltou ao Brasil e seguiu o ritmo intenso de treinamentos, preparando-se para o Campeonato Brasileiro de mountain bike, no MTB Festival, série de competições que aconteceram entre os dias 30 de outubro e 1 de Novembro em Mairiporã, São Paulo. 

Na cidade paulistana, a atleta participou de duas competições e saiu com duas vitórias: uma delas com um gostinho para lá de especial. O fim de semana da ciclista começaria na sexta-feira (30), com a disputa do Short Track (XCC). A competição foi realizada em uma pista de 1600 metros, com as atletas pedalando 20 minutos mais duas voltas. 

Short Track contra as melhores do BrasilNa pista bastante molhada, rápida e enlameada, as atletas da júnior, da Sub-23 e da Elite largaram juntas, em categoria única. Com isso, Giugiu teve sua primeira oportunidade de disputar um título nacional contra as melhores atletas do Brasil. Neste cenário, mais do que vencer, a ciclista de apenas 17 anos mostrou claros sinais de evolução, fazendo uma demonstração impecável. 

Vale lembrar que, há cerca de dois meses, ela pedalou contras as melhores do Brasil no Desafio dos Gigantes, competições por etapas que aconteceu em Minas Gerais. Na ocasião, Giugiu venceu uma das etapas, mas depois de sofrer alguns contratempos, terminou em segundo lugar na classificação geral – um ótimo resultado, mas que deixou a atleta com gostinho de quero mais. 

Na primeira parte da disputa, a petropolitana economizou energia como pode, aproveitando-se do vácuo de suas adversárias para pedalar fazendo menos esforço. Porém, quando os 20 minutos começaram a acabar, a ciclista passou a testar suas adversárias do pelotão das ponteiras sistematicamente, descobrindo assim onde ela poderia levar mais vantagem.

Aproveitando-se de sua habilidade nas descidas, a atleta da Júnior começou a forçar o ritmo pouco antes da abertura das duas últimas voltas, colocando suas adversárias em certa dificuldade. Quando a competição entrou em seus momentos finais, ela mostrou que também está muito forte nas subidas e, com uma aceleração decisiva, começou a abrir vantagem na liderança.

Mantendo o passo forte e a concentração, ela cruzou a meta em primeiro lugar, com uma vantagem maior do que 20 segundos sobre a segunda colocada, a goiana Raiza Goulão, ídolo de Giugiu e atleta que representou o Brasil nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

“Eu já estava com esta vontade desde o Desafio dos Gigantes. A vontade de superar uma coisa que eu passei perto, e aqui finalmente consegui provar que eu sou capaz, que eu poderia vencer essa prova”, afirmou a jovem atleta. 

“Sabia quem poderia vir comigo e durante a prova eu analisei onde elas apertavam o ritmo e onde perdiam algum tempo para mim. Eu ataquei na hora certa. Testei antes de atacar e na hora que eu vi que sobrou um pouco, fui e acelerei. Eu treinei para essa modalidade, tendo usado como aprendizado a última competição que tive contra elas no short track há alguns meses, e desta vez deu certo. A felicidade é enorme. Espero crescer cada vez mais e colocar, no futuro, nosso mountain bike brasileiro aos olhos do mundo, assim como o Avancini fez”, disse Giugiu.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também