O ex-presidente e senador do Uruguai José Mujica durante encontro com estudantes na concha acústica da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), no campus do Maracanã (Fernando Frazão/Agência Brasil)

Ex-presidente uruguaio, Mujica renuncia ao Senado e deixa política

Ele disse que é para evitar possível contágio pela covid-19
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

O ex-presidente uruguaio José ‘Pepe’ Mujica, do partido de oposição Frente Ampla, renunciou ao Senado nessa terça-feira (20), para evitar possível contágio pela covid-19, e decidiu se aposentar da política partidária.

“Sinceramente, estou saindo porque a pandemia está me tirando”, disse Mujica em seu último discurso, 26 anos depois de ter entrado no Parlamento pela primeira vez.

O ex-presidente, de 85 anos, explicou que, devido à idade avançada, faz parte da população de risco e, como sofre de uma doença autoimune, também não pode ser vacinado.

Mujica foi eleito presidente pela Frente Ampla em 2009, depois de ter sido deputado, senador e ministro, e governou entre 2010 e 2015.

“Há uma hora de chegar e uma hora de partir na vida”, afirmou Mujica, destacando que “tem que haver uma atitude de dar oportunidade às novas gerações”.

Sua vaga será ocupada pelo atual deputado Alejandro Sánchez, de 40 anos.

Fonte: Agência Brasil

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.