Foto: Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, foi a unidade de conservação federal mais visitada do país em 2019 (Crédito: Marco Terranova)

Evandro Mesquita se apresentam no festival on-line Um Dia no Parque, neste domingo (18) a partir das 19h

Em sua terceira edição, evento convida personalidades da música, da fotografia e ativistas da conservação ambiental para homenagear a natureza brasileira

Acontece neste domingo (18), a partir das 19h, o festival online Um Dia no Parque, que reunirá personalidades da música, fotografia e ativistas em uma série de lives para homenagear a natureza. Entre os destaques estão os músicos e cantores Sérgio Britto, João Suplicy, Gabriel Satter e Evandro Mesquita. A transmissão será pelo Youtube: youtube.com/c/umdianoparque.

O Um Dia No Parque foi criado em 2018 para valorizar as Unidades de Conservação (UCs) do país, mostrando que, além de protegerem a biodiversidade, elas oferecem inúmeras opções de lazer e geram benefícios aos visitantes, como melhora da saúde, garantia de bem-estar e desenvolvimento socioeconômico. Em 2019, o evento contou com a participação de 234 UCs, que realizaram atividades presenciais em todo o território nacional, e mais de 10 mil fotos postadas nas redes sociais. Neste ano, será realizado virtualmente em decorrência da pandemia do coronavírus.

“O festival será uma ótima oportunidade virtual para as pessoas refletirem sobre a sua conexão com a natureza neste momento de estresse elevado e isolamento social. A arte é uma das maneiras mais efetivas de engajar as pessoas em uma causa comum a todos: a preservação do meio ambiente”, diz a coordenadora de Áreas Protegidas da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Marion Silva. A entidade é uma das integrantes da Coalizão Pró-Unidades de Conservação, organizadora de Um Dia No Parque. Também fazem parte do grupo WWF, SOS Mata Atlântica, Rede Pró-UCs, Semeia, Imaflora e Conservação Internacional.

Histórias inspiradoras

Além das atrações artísticas, o Um Dia No Parque terá a presença de personalidades ligadas à causa ambiental, que de maneira poética e informativa chamarão atenção para as áreas protegidas do Brasil e compartilharão histórias inspiradoras de conexão com a natureza. Confira a lista de especialistas participantes:

Yara Barros (Projeto Onças do Iguaçu), Ricardo Borges (Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental – SPVS), Fernando Tatagiba (Pesquisador e Coordenador do PAN de Canídeos – CENAP/ICMBio), Sérgio Espada (Projeto Parques Nacionais), Suzana Pádua (Instituto de Pesquisas Ecológicas – IPÊ), Diego Monsores (Trilha Transcarioca), Franciane Santos (Voluntariado do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães), Luciano Cardoso (Rede de Jovens Líderes em Áreas Protegidas e Conservadas da América Latina e Caribe – Rellac e Instituto Mamiraua), Dione Torquato (Floresta Nacional de Tefé), Guto Carvalho (Avistar), Paulina Chamorro (Liga das Mulheres pelo Oceano), Beatrice Padovani (Reef Check, Peld), Cristian Dimitrius (Documentarista e Diretor de fotografia), Weber Girão (Aquasis), Rodrigo Levikovicz (Fundação Florestal de São Paulo) e mais.

A programação completa e atualizada pode ser conferida no Instagram @umdianoparqueoficial ou na página “Unidos Cuidamos”, no Facebook. As hashtags do evento são: #umdianoparque e #minhaconexãocomanatureza.

Serviço:

Festival Online “Um Dia No Parque 2020”
Quando:
18 de outubro (domingo)
Horário: a partir das 19h.
Canal para assistir: youtube.com/c/umdianoparque.
Mais informações: Instagram @umdianoparqueoficial

Foto: Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, foi a unidade de conservação federal mais visitada do país em 2019 (Crédito: Marco Terranova)

Sobre a Fundação Grupo Boticário Com 30 anos de história, a Fundação Grupo Boticário é uma das principais fundações empresariais do Brasil que atuam para proteger a natureza brasileira. A instituição atua para que a conservação da biodiversidade seja priorizada nos negócios e em políticas públicas e apoia ações que aproximem diferentes atores e mecanismos em busca de soluções para os principais desafios ambientais, sociais e econômicos. Protege duas áreas de Mata Atlântica e Cerrado – os biomas mais ameaçados do Brasil –, somando 11 mil hectares, o equivalente a 70 Parques do Ibirapuera. Com mais de 1,2 milhão de seguidores nas redes sociais, busca também aproximar a natureza do cotidiano das pessoas. A Fundação é fruto da inspiração de Miguel Krigsner, fundador de O Boticário e atual presidente do Conselho de Administração do Grupo Boticário. A instituição foi criada em 1990, dois anos antes da Rio-92 ou Cúpula da Terra, evento que foi um marco para a conservação ambiental mundial.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também