Foto: Gui Maia

Estado do Rio apresenta políticas públicas para gestores da cultura

O evento contou com a participação da secretária Danielle Barros e foi agraciado com apresentações artísticas.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa reuniu nesta sexta-feira (18) mais de 80 gestores municipais no Centro Cultural João Nogueira – Imperator, no Méier. O encontro serviu para a apresentação das políticas públicas voltadas para o setor que estão sendo implementadas pelo órgão e para a prestação de contas dos investimentos que estão sendo feitos pela secretaria. O evento contou com a participação da secretária Danielle Barros e foi agraciado com apresentações artísticas.

No encontro, os secretários de cultura de quase todos os municípios fluminenses puderam conhecer melhor como funciona o sistema estadual de fomento e a aplicação de recursos oriundos do Fundo Estadual de Cultura (FEC), habilitado pela atual gestão. A Secec pretende patrocinar este ano projetos culturais, via Lei Estadual de Incentivo à Cultura, que somam mais de R$ 90 milhões. Além disso, nove editais, dois dos quais já lançados, vão destinar cerca de R$ 30 milhões para a atividade em 2021.


– Este é um encontro importantíssimo. É fundamental que os municípios entendam, participem e conheçam as políticas públicas que estão sendo planejadas pelo estado. Todos nós, que estamos na ponta, podemos replicar essa diretriz para que elas possam alcançar a todos os fazedores de cultura do estado – declarou Manoel Vieira, Secretário Municipal de Cultura de Saquarema.

O secretário municipal de Cultura de Japeri, Jorge Braga, também elogiou a realização do encontro.

– Em Japeri estamos em parceria com a Cultura do Estado para a recuperação do Casarão Histórico da Estação de Japeri, nosso patrimônio. Estamos debatendo sua revitalização e ocupação cultural. Essa integração em conjunto vai garantir também a formação de público para as ações culturais – disse.

– A democratização dos recursos da Cultura só é possível com a participação dos municípios e nós estamos fazendo todo esse esforço de dialogar com todos eles, ampliar a participação das cidades nos projetos, usando editais mais democráticos, em respeito à Lei 7.035. Também levando eventos da nossa Lei de Incentivo para os municípios e por isso essa parceria é fundamental e pretendemos realizar outros encontros como este – afirmou a secretária Danielle Barros.


Durante o evento, houve a apresentação da cantora Flávia Saolli, que cantou repertório que imortalizou o cantor João Nogueira. Nascida e criada no subúrbio carioca, ela é portelense de coração e vem se destacando com uma das revelações do samba.


Os participantes também puderam assistir à exibição do curta metragem “Camilla Amado”. Após a fala da secretária e do subsecretário de Planejamento e Gestão, Vitor Corrêa, os convidados foram brindados com outra apresentação musical, desta vez da Camerata de Violões Arealense, mostrando a riqueza cultura do Interior, e que foi contemplada no edital da SECEC “Cultura Presente nas Redes”.

Presente ao evento estava o assessor da Secretaria de Cultura e Turismo de Cantagalo Vinicius Stael, que apresentou seu stand-up no palco do Imperator, outro premiado pelo “Cultura Presente nas Redes”. O evento foi encerrado ao som da bateria da Escola de Samba Estação Primeira de Mangueira.

Fonte: Governo do Estado

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.