Foto: Ilustrativa

Estado apoia projeto “Cidades Monitoradas” para testar fluminenses

O “Cidades Monitoradas” é uma iniciativa que realiza ações preventivas e de monitoramento a partir da realização gratuita de exames periódicos para detecção da Covid-19 e anticorpos contra a doença em indivíduos que atuam na operação ativa dos diversos serviços do turismo.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

A iniciativa “Cidades Monitoradas” foi lançada nesta quinta-feira (24/06), a ção visa testar gratuitamente um milhão de fluminenses nos próximos 90 dias para diagnóstico da Covid-19. O projeto é uma parceria da MedLevensohn com a Veus Saúde e apoio institucional do Governo do Estado do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur-RJ). 

O “Cidades Monitoradas” é uma iniciativa que realiza ações preventivas e de monitoramento a partir da realização gratuita de exames periódicos para detecção da Covid-19 e anticorpos contra a doença em indivíduos que atuam na operação ativa dos diversos serviços do turismo, como transporte, hotelaria, comércio e alimentação.

– Estamos trabalhando para realizar a retomada do turismo no Estado com muita segurança, sempre divulgando um turismo consciente. O resultado desse trabalho fez com que o Rio de Janeiro continuasse a ser um dos destinos mais procurados mesmo durante a pandemia. E agora estamos prontos para dar o próximo passo, que é essa testagem em massa dos profissionais do turismo. Essa ação permitirá que conquistemos cidades mais seguras e mais preparadas para a manutenção das suas atividades durante a pandemia – afirma Gustavo Tutuca, secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro.   

Para José Marcos Szuster, CEO da MedLevensohn, o projeto nasce com o objetivo de movimentar a cadeia produtiva do turismo.

– É recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS) testar a população durante a pandemia do coronavírus e o Rio de Janeiro é uma das principais portas de entrada dos turistas no Brasil. O projeto “Cidades Monitoradas” visa ajudar na retomada gradual dos pequenos e grandes eventos sediados em nosso Estado, como o réveillon e o carnaval – diz.

A participação dos profissionais de serviços na testagem é voluntária e totalmente gratuita.

– Taxistas, garçons e profissionais da hotelaria, por exemplo, serão beneficiados com a realização dos exames para detecção do Sars-Cov-2, Covid19 e status imunológico. Eles serão testados com frequência, no mínimo, cerca de duas vezes por mês – explica Marcelo Botelho, CEO da Veus Saúde.  

A reunião de lançamento, que aconteceu no Assador Rio’s, no Flamengo (RJ), contou com a presença do secretário de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, Dr. Alexandre Chieppe; do secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro, Gustavo Tutuca; do Deputado Federal, Dr. Luizinho; de José Marcos Szuster, CEO MedLevensohn, e de Marcelo Botelho, CEO da Veus Saúde.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.