Equipes de fiscalização fecham estabelecimentos na 13 de Maio e na Praça Pasteur na noite desta sexta-feira (11)

A equipe de trabalho também abordou essas pessoas para orientar a seguir as recomendações de segurança e voltar para casa.

As equipes de fiscalização da prefeitura e os órgãos de segurança do município tiveram que atuar mais vez na noite desta sexta-feira (11/09) para dispersar aglomerações formadas no entorno de estabelecimentos na Rua 13 de Maio e na Praça Pasteur (Castelânea). Novamente, alguns estabelecimentos foram fechados por volta de 23h, antes do horário determinado para o funcionamento de restaurantes.

Na Rua 13 de Maio, Fiscalização de Posturas, Vigilância Sanitária e o Procon, que atuaram ao lado da Polícia Militar e da Guarda Civil, fecharam um estabelecimento, uma padaria e duas lojas de conveniências na região. Apesar dos estabelecimentos cumprirem as normas de atendimento no interior, as calçadas estavam lotadas de pessoas. A equipe de trabalho também abordou essas pessoas para orientar a seguir as recomendações de segurança e voltar para casa. Os fiscais e agentes de segurança também estiveram na Praça Princesa Isabel, em frente à Catedral, para evitar o simples deslocamento da aglomeração. Essa ação surtiu resultado e já por volta de meia noite o local estava vazio.

Muitas pessoas ficaram nas calçadas sem consumir em alguns dos estabelecimentos da região, e consumiam bebidas compradas em outros lugares. Apesar de todo cidadão ter direito de ir e vir, a prefeitura reforça a importância de cada pessoa continuar se prevenindo para que a doença continue sendo controlada em Petrópolis, isso inclui o uso de máscaras, sair de casa só em caso de necessidade e manter o distanciamento.

As equipes de fiscalização também precisaram atuar na Praça Pasteur, onde também houve registro de aglomeração na noite sexta. No local, um bar foi multado e fechado. A aglomeração foi dispensada.

A atividade de bares continua proibida no município. A medida foi decretada em março para o enfrentamento à pandemia de Covid-19 e continua em vigor. Em junho, a prefeitura autorizou o funcionamento de restaurantes, mas exige o cumprimento de uma série de regras sanitárias para garantir a higienização dos estabelecimentos e normas de atendimento, como distanciamento entre clientes e mesas, redução da capacidade de atendimento, entre outras.

A prefeitura reforça que todas essas medidas foram adotadas pelo município para garantir a segurança e a saúde da população – atualmente, a doença está em controle na cidade, com baixos índices de ocupação de leitos de UTI pelo SUS. Graças a esses índices, foi possível flexibilizar as restrições para algumas atividades, mas para continuar com a flexibilização, é fundamental o empenho dos petropolitanos nos cuidados com a saúde própria e de todos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também