Foto: Prevfogo/Ibama

Defesa Civil de Petrópolis cria plano de prevenção e combate aos incêndios florestais

Desde o início do inverno, no mês passado, a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias vem trabalhando de forma antecipada e organizada para o enfrentamento do período de estiagem.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Aquisição de material de combate aos incêndios florestais, como bombas costais e um kit para uma pick-up, cartilha virtual com dicas de prevenção para a rede municipal de Educação e para os Núcleos Comunitários de Defesa Civil (Nudecs) e articulação dos órgãos de resposta. Desde o início do inverno, no mês passado, a Secretaria de Defesa Civil e Ações Voluntárias vem trabalhando de forma antecipada e organizada para o enfrentamento do período de estiagem.

“O trabalho integrado entre os órgãos com a participação efetiva da população pode trazer bons resultados para a cidade nesse momento que é sempre mais crítico em relação aos incêndios florestais”, ressalta o prefeito interino Hingo Hammes.

Na semana passada, o secretário de Defesa Civil e Ações Voluntárias, tenente-coronel Gil Kempers, recebeu o comandante do Corpo de Bombeiros de Área II- Serrana, coronel Gileno Alves e o capitão Daniel Campos, chefe da Seção de Defesa Civil do 15º Grupamento de Bombeiro Militar. A reunião teve como objetivo o alinhamento entre os órgãos para as ações de combate aos incêndios florestais.

“A cooperação inter agências possibilita uma maior capilaridade na redução dos danos causados pelos incêndios e também nas atividades de prevenção”, disse Gil Kempers, ressaltando ainda a participação do sub-chefe da Reserva Biológica de Araras, Márcio Ferreira, e do representante do Refúgio de Vida Silvestre Estadual da Serra da Estrela, Leonardo Holderbaum.

Entre os temas abordados estão a cooperação para ações de combate as queimadas em áreas urbanas ou em reservas florestais, além do cadastro das agências em uma plataforma estadual para o gerenciamento de recursos operacionais.

“Cada vez mais vamos trabalhar integrados e em conjunto. Os incêndios florestais causam uma série de impactos à cidade, além de agravos ao meio ambiente e à saúde da população”, completa o secretário de Defesa Civil.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.