Criança de apenas 2 anos morre em Barra Mansa-RJ durante ataque de tiros na cidade

O menino foi atingido na cabeça e perdeu sua vida no Hospital.
Compartilhe
Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no twitter

Um menino de apenas dois anos de idade morreu no último sábado (24) após ser baleado na cabeça no município de Barra Mansa-RJ, Região Serrana do estado. A criança estava na companhia de seus pais e de outras crianças na rua, quando um homem se aproximou e atirou contra um grupo de pessoas. O menino foi atingido na cabeça e perdeu sua vida no Hospital.

O alvo dos tiros era um homem de 21 anos, que também foi atingido e morreu no último domingo (25). O autor do crime ainda não foi encontrado, e o caso está sendo investigado pela 90ª Delegacia de Polícia, em Barra Mansa.

O menino de apenas 2 anos de idade estava assistindo vídeos em seu celular no momento da tragédia, cerca de 10 crianças estavam correndo e brincando pelo local, e os vizinhos conversavam em um clima pacífico. De acordo com informações de testemunhas, o tiroteio começou quando o autor dos disparos foi tirar satisfação sobre seu tio, que teria sido agredido pela facção criminosa rival.

Quando o um dos alvos foi atingido pelo atirador, o outro alvo que estava na companhia do que faleceu correu em direção ao grupo de crianças e vizinhos, o autor do crime não parou de atirar e atingiu a cabeça da criança.

“O pessoal começou a correr, gritar, todo mundo pegou as crianças e minha filha correu para pegar meu neto, só que ela não reparou na hora que ele tinha sido atingido. Quando chegou na casa da madrinha de Ycaro foi que elas viram que o menino tinha sido baleado, estava sangrando. Meu netinho já saiu daqui sem vida, a bala atingiu perto dos olhos e saiu pela parte de trás da cabeça”, contou a avó da criança no portal UOL.

A criança foi enterrada na tarde do último domingo (25) em um cemitério da cidade. “Foi uma criança que nasceu prematura, de seis messes, lutou tanto para sobreviver e agora vem um diagramado e faz isso”, disse uma tia da vítima. Em uma publicação nas redes sociais, a avó do menino disse: “Meu anjinho foi embora por causa de um monstro. Destruiu nossa família”.

Em uma nota à imprensa, a Polícia Civil afirmou que a 90ª Delegacia de Polícia está investigando o caso, ouvindo testemunhas e analisando as câmeras de segurança para solucioná-lo. Os pais da vítima estão sendo chamadas para prestar depoimento.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no twitter
Twitter

veja também

Comentários estão fechados.