Centro de Comando Geral contra à Covid 19 em Colatina intensifica fiscalização em pontos estratégicos do município que insistem em descumprir as determinações dos decretos estadual e municipal

A Prefeitura tem realizado a fiscalização dos estabelecimentos, para fazer cumprir as exigências do Decreto Estadual e Municipal. Em parceria com a Polícia Militar, a equipe municipal tem atuado junto aos proprietários de bares, restaurantes e áreas de lazer solicitando a compreensão de todos para as orientações sanitárias, visando evitar as aglomerações de pessoas e os riscos de contágio pelo coronavírus.

A equipe de fiscalização, Defesa Civil, PM e Corpo de Bombeiros têm visitado diversos bairros e realizado muitas notificações, para que as pessoas se conscientizem da importância do isolamento social, com o objetivo de diminuir o número de casos de Covid-19 no município, que tem sido cada vez mais crescente. De acordo, com a Secretaria Municipal de Saúde (Semus), se não contar com a total colaboração da população a situação pode se agravar ainda mais. E as operações têm sido cada vez mais comuns devido à falta de colaboração. Por isso, além de notificações, também estão ocorrendo multas e até prisões com fechamento de alguns estabelecimentos que insistem em descumprir a lei.

Também foi identificada a falta de compromisso da população até em locais de divertimento. No último fim de semana não foi diferente de outros. Um número considerável de pessoas foi visto na Cachoeira do 11, quando elas deveriam estar em casa evitando as aglomerações. Segundo a Prefeitura, a falta de responsabilidade tem sido grande, e que é impossível fiscalizar tudo sem contar com a total participação da população, a sua contribuição para que os objetivos sejam alcançados.

O município lembra que, com todos unindo os esforços para o isolamento social neste momento, o retorno às atividades com a abertura segura de diversos segmentos será mais rápida. Ressalta que multas e interdições dos estabelecimentos não são o objetivo principal, mas que havendo a necessidade, como vem ocorrendo pela cidade, não deixará de cobrar as responsabilidades pela desobediência à lei.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

veja também